Relação entre brasileiro e suíça deu origem a uma das mais tradicionais padarias de Lajeado

Lajeado Empreendedora

Relação entre brasileiro e suíça deu origem a uma das mais tradicionais padarias de Lajeado

Inaugurada em 1994, padaria trouxe receitas inovadoras para o Vale e colaborou para ampliar o setor em toda a região

Por

Atualizado terça-feira,
03 de Dezembro de 2022 às 15:25

Relação entre brasileiro e suíça deu origem a uma das mais tradicionais padarias de Lajeado
Jorge Dolgener idealizou a empresa inspirado pela relação com a esposa, a suíça Raymonde Dolgener. (Foto: J. J. Silva)
Gustavo Adolfo 03

Histórias de amor geram muitas coisas. Inclusive jornadas empreendedoras. É o caso da Padaria Suíça, ponto tradicional de encontros e marcantes experiências gastronômicas de Lajeado. Desde 1994, o negócio é a tradução da relação do brasileiro Jorge e da suíça Raymonde Dolgener.

Natural de Lajeado, Jorge cresceu num ambiente empreendedor. Enquanto o pai foi bancário durante toda a vida, sua mãe produzia tortas sob encomenda – além de ver os tios maternos liderarem seus negócios. Desta forma, a semente empreendedora sempre foi cultivada. Em 1987, quando decidiu viajar para a Alemanha a fim de conhecer suas origens – seu avô era alemão -, essa semeadura começou a dar seus frutos depois de ser devidamente regada pelo amor. Afinal, tudo foi desencadeado a partir do momento que Jorge conheceu Raymonde.

“Minha esposa e eu testamos várias atividades. Na Suíça, tínhamos ideia de montar uma sorveteria, queijaria ou uma padaria e confeitaria. Acabamos optando pela padaria”, lembra.

A Padaria Suíça foi inaugurada na Av. Benjamin Constant, num ponto próximo onde hoje está localizada a tradicional operação. O recém apresentado Plano Real foi essencial para esse movimento, o que facilitou para o casal pegar uma carona no processo de desenvolvimento do Vale do Taquari. “Tínhamos loja e produção num espaço de 80 metros quadrados. A gente trouxe para região algumas receitas. O croissant, por exemplo. Isso nos garantiu uma aceitação muito boa”, recorda Jorge. 

Segundo o empresário, não houve um grande planejamento no início desta jornada. Eles atenderam a demanda na medida que era apresentada. Em 2002, a Padaria Suíça se mudou para o tradicional ponto, com uma área de 1.500 metros quadrados. “Introduzimos e melhoramos a parte de cafeteria, produzimos produtos mais congelados e também incluímos a linha seca”, conta.

Recentemente, a Padaria Suíça inaugurou uma nova operação no bairro São Cristóvão, que concretiza o antigo sonho de abrir uma filial, assim como permite à empresa testar novos formatos e produtos. “Queremos usar o novo endereço para avaliar os novos caminhos que podemos seguir”, explica Jorge, protagonista de uma história de amor que tinha o mundo como cenário, mas escolheu Lajeado para concretizar o sonho de empreender.

Assista ao vídeo exclusivo:

Ouça o quadro na programação da rádio A Hora 102.9:

Acompanhe
nossas
redes sociais