O MP e os impactos nas eleições

Opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

O MP e os impactos nas eleições

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

O Ministério Público do Estado iniciou em março deste ano eleitoral uma série de denúncias contra ex-prefeitos, ex-vice-prefeitos e ex-secretários. E na lista de 51 municípios impactados por um suposto esquema de corrupção envolvendo a compra de máquinas agrícolas já constam três do Vale do Taquari: Arroio do Meio, Encantado e Putinga. Além disso, o MP informa que tais crimes teriam ocorrido entre os anos de 2010 e 2015, jogando sérias dúvidas sobre a idoneidade de diversos agentes públicos responsáveis pelas respectivas máquinas públicas naquele período, e que hoje são cotados como pré-candidatos ao pleito de outubro de 2024. Tudo isso, inevitavelmente, pode impactar nas estratégias de alguns partidos e aliados nas cidades citadas. E deve impactar ainda mais se a promotoria não divulgar os detalhes – e nomes – de todos os supostos envolvidos. Afinal de contas, também é necessária a transparência para eventuais defesas. Não basta alarmar.

Pontos de Parada de Descanso no RS

Membros do Sindicato das Empresas de Transportes de Carga e Logística no Estado do Rio Grande do Sul (Setcergs) querem provocar um “novo” debate junto às concessionárias de rodovias no estado: a construção de Pontos de Parada e Descanso (PPD) para o repouso dos motoristas. Hoje, e ao menos no Vale do Taquari, os espaços são privados e, por vezes, improvisados. Sobre o tema, o governo federal publicou na sexta-feira passada uma portaria que estabelece a Política Nacional de Implantação de PPD em rodovias federais. O documento foi assinado pelo ministro dos Transportes, Renan Filho, durante inauguração da primeira PPD de Santa Catarina administrado por uma concessionária – no caso, a Arteris Litoral Sul –, e que recebeu investimento de R$ 17,5 milhões (foto). Ainda sobre a novidade da União, a portaria estabelece a obrigatoriedade de implantação de ao menos um PPD nos contratos de concessão em vigor, regulados e fiscalizados pela ANTT.

Lajeado – enfim – endurece “horas extras”

O governo de Lajeado publicou no Diário Oficial Eletrônico uma curiosa determinação. Por meio de Ordem de Serviço, o prefeito Marcelo Caumo (PP) anuncia “regramento a ser observado pelas Secretarias Municipais quanto à realização de serviço extraordinário”. Em resumo, o gestor cobra mais responsabilidade no que se refere ao cumprimento da carga horária atribuída aos cargos públicos, reforça que “as horas extras deverão suprir demanda temporária e excepcional, não podendo ser realizadas para suprir necessidades permanentes”, salienta que “não será efetuado o pagamento de horas extras realizadas sem o devido registro do ponto”, e garante que “o pagamento de horas extras sem a efetiva realização dos serviços extraordinários ensejará a responsabilização da chefia do servidor e do servidor beneficiado”. A medida é uma resposta a um apontamento do Ministério Público sobre incongruências nos benefícios pagos a fiscais de obras.

“Decisão é do partido”, afirma Maneco (PT) sobre pré-candidatura

Ex-prefeito de Taquari, ex-presidente da Famurs e atual Secretário da Secom do Governo Federal, Maneco Hassen (PT) participou do Frente e Verso de ontem. E, muito além dos anúncios relevantes e das respostas acerca de demandas reprimidas junto à União, o experiente petista também falou sobre uma eventual pré-candidatura à prefeitura taquariense. “A decisão é do partido”, reforçou. E foi além. Maneco deixou evidente a distância entre uma ala do PT e o atual prefeito da cidade, André Brito (PDT). Ou seja, a ruptura entre as duas siglas está cada vez mais próxima.

“…Óia o trem…”

Os representantes do Trem dos Vales e da Amturvales lançaram ontem o calendário de passeios pela Ferrovia do Trigo em 2024. A projeção é movimentar R$ 15 milhões só com a venda de bilhetes, sem falar nos impactos financeiros em diversos setores da economia regional. Nas demais edições do produto turístico, por exemplo, os coordenadores do projeto estimam que 350 empreendimentos tenham sido direta ou indiretamente impactados de forma positiva em 18 municípios do Vale do Taquari (incluindo a cidade polo, Lajeado). São hotéis, vinícolas, atrativos culturais, prestações de serviços, e, claro, espaços gastronômicos. É o legítimo, popular – e saudável – “ganha-ganha”.

“QG” do PT no Americano

O Partido dos Trabalhadores (PT) de Lajeado realizou a inauguração do novo “QG” instalado no bairro Americano. O encontro ocorreu no domingo e reuniu o pré-candidato a prefeito, o vereador e pediatra Sérgio Kniphoff, o assessor dele e suplente de vereador, Jones Fiegenbaum, além de alguns dos novos pré-candidatos a vereador. Entre os presentes, destaque também para os ex-secretários de Saúde, Glademir Schwingel, de Governo, Auri Heisser, e de Planejamento, Marta Peixoto. Em debate, claro, as estratégias para tentar repetir o feito de Luís Fernando Schmidt (PT), que desbancou a hegemonia do PP com 64,85% dos votos (27.566 eleitores) em outubro de 2012.

TIRO CURTO

  • A vereadora Ana da Apama (PP) solicita à Mesa Diretora um convite à professora de engenharia da Univates e doutoranda em Recursos Hídricos, Sofia Royer Moraes, para que ela fale aos demais vereadores de Lajeado sobre o estudo técnico denominado “Revisão e consolidação da série histórica dos níveis das cheias do Rio Taquari”. Tal estudo atesta que a enchente de 2023 foi maior que a histórica marca de 1941. E isso muda regras de habitação no município, claro.
  • Em Encantado, o projeto de lei para concessão da Lagoa da Garibaldi ao setor privado ainda não foi à votação no plenário da câmara. A matéria segue “em análise da Comissão de Constituição e Justiça, Redação e Bem-Estar Social”.
  • Também em Encantado, a mesma câmara de vereadores aprovou projeto de lei que regulamenta o uso de fogos de artifício e proíbe “a comercialização e queima de fogos de artifícios ruidosos”.
  • Em Travesseiro, os vereadores Alexandre Spicker (PSB), Jonas Morari (UB) e Vanessa Ahne (PP) não devem concorrer em outubro. Além deles, o vereador Arlei Stefani (UB), o popular “Xpega”, deve ser o candidato a vice do atual prefeito, Gilmar Southier (MDB).
  • Ainda sobre a Operação Patrola, que investiga supostos crimes de corrupção em 51 cidades (entre essas Encantado, Arroio do Meio e Putinga) , os opositores não perderam tempo e já insuflaram as redes sociais com memes, montagens e, inclusive, notas públicas. E não há dúvida de que tal assunto estará presente no período oficial de campanha.

Acompanhe
nossas
redes sociais