Lançamento de livro celebra nova geração da literatura

OS JOVENS POETAS DE LAJEADO

Lançamento de livro celebra nova geração da literatura

Obra que reúne 210 poemas foi lançada na noite desta quinta-feira, 24, no Teatro do Ceat

Por

Atualizado quinta-feira,
24 de Novembro de 2022 às 22:15

Lançamento de livro celebra nova geração da literatura
27° edição foi lançada diante de um teatro lotado. Crédito: Filipe Faleiro
Lajeado
Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

Conhecido por apresentar talentos da literatura à comunidade, o livro “Os Jovens Poetas de Lajeado” teve a 27ª edição lançada na noite de ontem, 24, no Teatro do Colégio Evangélico Alberto Torres (Ceat). O espaço ficou lotado. Organizada pelo Rotary Club de Lajeado-Engenho, a publicação conta com 210 poemas e 35 desenhos de participantes de 36 instituições.

Entre elas, escolas, Educação de Jovens e Adultos (EJA), Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e Presídio Estadual de Lajeado. Autoridades, alunos e professores receberam exemplares.  Também houve uma homenagem aos educadores. Conforme a presidente do Rotary Club de Lajeado – Engenho, Isolde Inês Fassina, foi uma noite memorável e repleta de satisfação pela certeza de que o projeto está consolidado na “construção de um mundo cada vez melhor”.

Impacto na formação

Segundo o coordenador desta edição, Regis Kussler, 134 professores orientaram os estudantes. Em sua visão, o livro faz a diferença na sociedade ao contribuir para a formação de pessoas de bem e ao desenvolvimento intelectual.

Homenageada e professora há mais de 30 anos, Marlise Therezinha Anderle sublinhou o orgulho. “Estou emocionada. A experiência deu um sentido diferente ao meu fazer pedagogia”, afirmou. Ela atua na Escola Municipal de Ensino Fundamental Campestre, Escola Estadual de Educação Básica Érico Veríssimo e no Neeja Liberdade.

Na visão da coordenadora adjunta da 3° Coordenadoria Regional de Educação (CRE), Regiane Mallmann, o gosto pela leitura “abre possibilidades para criar, sonhar e escrever”, além de fornecer a compreensão necessária sobre quem os alunos desejam ser.

LEIA TAMBÉM: Do apreço pela literatura ao sonho de ser poeta

Pedro Sciascia publicou a poesia “A Lua”. Crédito: Marcel Lovato

Experiência

Para o estudante da EMEF Vitus André Mörchbächer, Pedro Henrique Sciascia (11), autor da poesia “A Lua”, a primeira participação teve um papel lúdico, reforçou o gosto pela literatura. O tema do trabalho foi escolhido pela curiosidade sobre como seria o satélite natural da Terra.

Responsável por coordenar 150 alunos nas Escolas São Bento e Irmã Branca, a professora Caren Weimer declarou que o “Jovens Poetas de Lajeado” é uma oportunidade “de expressão diferenciada”, pois incentiva o despertar da imaginação, motiva os participantes a se desafiar e é capaz de revelar habilidades.

A história

A iniciativa começou em 1996. Na época, a escritora Ana Cecília Togni estava à frente do clube. A edição inaugural teve impressão na Gráfica Cometa, com 70 poesias publicadas, de 13 escolas. O lançamento foi no antigo Salão de Atos da Fates, hoje Univates.

No início, a obra se chamava “Apoio aos Jovens Poetas de Lajeado”, e só recebeu a nomeação atual em 2002. Em 2017, o Grupo a Hora se tornou parceiro e assumiu o apoio cultural e a editoração do projeto. Naquele ano, a Apae e as turmas do EJA também passaram a ter poemas publicados. Nesta edição, o Sicredi Integração RS/MG e o CRON também estão entre os apoiadores da iniciativa.

Acompanhe
nossas
redes sociais