“A situação é preocupante”

DISTANCIAMENTO CONTROLADO

“A situação é preocupante”

Prefeito Marcelo Caumo participou do programa da Rádio A Hora 102.9 e avaliou as medidas impostas pelo governo estadual no combate ao coronavírus e detalhou o novo decreto municipal publicado nesta tarde

Por

Atualizado terça-feira,
23 de Fevereiro de 2021 às 17:14

“A situação é preocupante”
(Foto: Arquivo A Hora)
Lajeado

O programa Frente e Verso, da Rádio A Hora 102.9, conversou, nesta terça-feira, 23, com o prefeito de Lajeado Marcelo Caumo. As novas regras de distanciamento controlado definidas na segunda-feira, 22, pelo Governo de Eduardo Leite, e o novo decreto municipal publicado nesta terça foram assuntos discutidos durante a entrevista.

Caumo avaliou de forma positiva as medidas estaduais, principalmente no que diz respeito ao funcionamento da Educação. “Não tem como imaginar o ano como o mesmo de 2020, com atendimento à distância, sem vínculo com o professor. A Educação precisa ser reconhecida com serviço essencial”, ressalta.

Para o prefeito, é necessário que o Ministério da Saúde altere os grupos prioritários e que incluam os profissionais da educação na linha de frente para a imunização.

Em torno de 15 mil crianças estavam em processo de retorno das aulas no município. “Os pais estavam aliviados pelos filhos voltarem para a escola com todos os cuidados”, pontua.

Conforme o gestor municipal, o momento é o mais delicado da pandemia. A região ficou na bandeira preta por conta de duas internações. “A situação é preocupante, pois extrapolou o número de internações. Agora 42% das pessoas que são internadas no Hospital Bruno Born acabam transferidas para a UTI”, explica.

Ainda no decreto estadual, está proibida a circulação de pessoas a partir das 20h e nos setores de alimentação, como restaurantes e lancherias, é permitido apenas o atendimento com tele-entrega e “pegue e leve”. “Se precisar dar um passo para trás, ele será dado. É uma forma de demonstrarmos responsabilidade e conforto. Estamos confiantes que podemos retomar todas as atividades com segurança”, salienta Caumo.

Novo decreto em Lajeado

De acordo com o decreto publicado nesta terça-feira, as atividades de lazer e sociais estão suspensas. Além disso, pode haver circulação de pessoas nos espaços públicos, porém não é permitido a permanência no local e consumir bebidas e alimentos.

O comércio segue aberto e a Administração Municipal conta com a colaboração. “É preciso que os comerciantes tenham um efetivo controle das pessoas que ingressam no estabelecimento para que não haja aglomeração, que estejam usando máscara e fazendo a higienização”, explica.

Setores com prestação de serviços como clínicas e salões de beleza podem funcionar, mas apenas com hora marcada.

Fiscalização

Conforme o prefeito, desde o início da pandemia, houve várias notificações, multas e suspensões de alvarás durante as fiscalizações realizadas pelo poder público juntamente com os órgãos de segurança.

O serviço seguirá sendo feito. Nas noites de sexta-feira e sábado, 19 e 20, apenas dois food trucks descumpriram as regras.

Com o fim da Operação Golfinho no litoral gaúcho, o efetivo da Brigada Militar que foi deslocado até lá voltará para a região. “Assim o controle será ainda mais eficaz”, finaliza.

 

Leia mais em: O que o Vale precisa para sair da bandeira preta

Leia mais em: Governo publica decretos com novas restrições para combate à pandemia no RS

Leia mais em: Lajeado anuncia medidas mais restritivas

 

Ouça a entrevista de Marcelo Caumo na íntegra: