Lajeado anuncia medidas mais restritivas

Coronavírus

Lajeado anuncia medidas mais restritivas

Aulas da Educação Infantil serão mantidas, restaurantes apenas até as 20h, com possibilidade de delivery e comércio deverá ter funcionário exclusivo para orientação ao uso de máscara

Por

Lajeado anuncia medidas mais restritivas
Decreto deverá ser publicado nesta terça-feira. Foto: Arquivo A Hora
Lajeado

Após o governo do Estado manter o sistema de cogestão (que permite adoção de regras mais restritivas pelos municípios), a administração municipal definiu nesta segunda-feira, 22, adotar medidas mais restritivas para contenção da disseminação do coronavírus.

O objetivo do endurecimento das regras em relação à bandeira vermelha é, principalmente, restringir atividades sociais e de lazer para reduzir o nível de contágio no município. Também foram definidas novas ações de ampliação da capacidade de atendimento e ampliação das ações de fiscalização. O novo decreto municipal deverá ser publicado nesta terça-feira, 23.

O Piratini negou recurso apresentado pela Região do Vale do Taquari, mas decidiu manter a possibilidade da gestão compartilhada no modelo de Distanciamento Controlado. Isso significa que todos os municípios classificados em bandeira preta poderão definir seus protocolos desde que não sejam menos restritivos do que os de bandeira vermelha. A definição do Estado ocorre após o governo manifestar o risco de colapso do sistema de saúde do Rio Grande do Sul nos próximos dias.

Na tarde desta segunda-feira, uma reunião no gabinete do prefeito Marcelo Caumo discutiu a situação do coronavírus no município e região para definir ações. Participaram a vice-prefeita, Gláucia Schumacher, o secretário municipal de Saúde, Cláudio Klein, a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Juliana Demarchi, o diretor executivo do Hospital Bruno Born (HBB), Cristiano Dickel, o diretor de Serviços em Saúde da Univates, Jairo Luis Hoerlle, e a superintendente executiva da Unimed VTRP, Rosilene Knebel.

O grupo analisou as ações já em andamento no município e medidas complementares foram anunciadas para conter ainda mais a disseminação e também para ampliar o atendimento da rede de saúde. Veja abaixo:

  • A Secretaria Municipal da Saúde intensificou o acompanhamento dos casos ativos por meio de monitoramento telefônico. A ideia é que a equipe se certifique que os casos ativos estão fazendo o isolamento corretamente, mantendo-se afastados de suas atividades para que não contaminem mais pessoas durante o período ativo da doença, quando o vírus segue se disseminando;
  • O Hospital Bruno Born suspendeu as cirurgias eletivas que estavam programada para os próximos dias para evitar eventuais internações decorrentes destes procedimentos, mantendo assim mais leitos livres para o atendimento de casos de covid-19;
  • O HBB também ampliou em 40% os leitos de UTI (passando de 10 para 14) e em 100% os leitos clínicos (passando de 15 para 30) para atendimento exclusivo de casos de Covid-19;
  • A partir de quarta-feira, o posto do Montanha volta a ser um segundo ponto de atendimento referência para casos sintomáticos respiratórios. Com isso, a ideia é desafogar o atendimento do Posto do Centro e reduzir eventual tempo de espera para os atendimentos. Os detalhes desta mudança serão anunciados nesta terça-feira, 23.
  • As ações de fiscalização serão mantidas e intensificadas para verificar o cumprimento dos decretos estaduais e municipais.