Falhas na energia afetam serviços e geram perdas em estabelecimentos

SERVIÇO PRECÁRIO

Falhas na energia afetam serviços e geram perdas em estabelecimentos

Instabilidade na rede elétrica é apontada como causa para defeito em semáforos e prejuízos de comerciantes no bairro São Cristóvão

Por

Atualizado sexta-feira,
27 de Janeiro de 2023 às 08:05

Falhas na energia afetam serviços e geram perdas em estabelecimentos
Equipes da RGE estiveram em diferentes pontos da avenida Piraí durante a tarde de ontem para identificar falhas na rede. Crédito: Felipe Neitzke
Lajeado
Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

As constantes interrupções no fornecimento de energia elétrica geram críticas de empresários na avenida Piraí e entorno. Segundo eles, a rede não suporta a rápida expansão de empreendimentos na área e o uso do sistema elétrico durante o verão. Mesmo com diversas reclamações junto à concessionária, as falhas persistem.

Diante da instabilidade, comerciantes relatam perdas com produtos e faturamento. Conforme o dono de restaurante Paulo Roberto Scholler, no ano passado chegou a ter prejuízo de R$ 40 mil. “Ingressei na Justiça contra a RGE. Até o momento não resolveram o problema. Na semana passada tive de dispensar cerca de 80 clientes pois ficamos sem energia pouco antes de servir a janta.”

O empresário guarda mais de 60 protocolos dos contatos pelo 0800 da companhia elétrica. Segundo Scholler, as quedas que duram de 40 minutos a 1h30min ocorrem com maior frequência em dias de muito calor. “Acredito que a rede não está preparada para o aumento do consumo. Não podemos mais ficar nessas condições”, critica.

Em episódio mais recente, a queda de energia na tarde de quarta-feira, 25, é apontada com responsável por deixar inoperante os semáforos na avenida Alberto Pasqualini. Segundo o Departamento de Trânsito, foi necessário substituir o cabeamento e a localização da central controladora. A previsão é que os equipamentos de sinalização voltem a funcionar no decorrer desta sexta.

De acordo com o coordenador do Trânsito de Lajeado, Vinícius Renner, as oscilações na rede elétrica afetam o sincronismo dos semáforos e até mesmo danificam peças. “O defeito no sistema de sinalização teve como causa as falhas na rede elétrica. Até o fim da tarde de ontem fizemos a nossa parte.”

Até o fechamento desta edição, ontem à noite, a RGE não retornou sobre os problemas no fornecimento na avenida Piraí. Contudo, o gerente comercial Fábio Calvo reiterou o compromisso da concessionária em qualificar a distribuição de energia no Vale do Taquari. Segundo ele, em 2022 foram investidos R$ 106 milhões com melhorias e ampliação de rede.

“Há risco na perda de medicamentos”

A falta de energia também gera transtornos e causa preocupação para equipe de farmácia na esquina das avenidas Alberto Pasqualini e Piraí. Segundo a farmacêutica gestora Roberta Soletti, quando há demora em restabelecer o serviço pode causar perda de medicamentos. “Chegamos a ficar quatro horas sem luz. Isso compromete nosso sistema e mesmo com gerador a instabilidade coloca em risco o acondicionamento de remédios.”

Segundo Roberta, essas falhas são mais frequentes durante o verão. “Já houve danos em equipamento de ar condicionado e refrigerador. Outros estabelecimentos no entorno têm o mesmo problema”, reforça. Ela também já esteve em contato com a RGE e a alegação seria de que a rede não comporta a quantidade de novos empreendimentos.

Acompanhe
nossas
redes sociais