“Eu deixei o posto de lavagem, mas serei conhecido como filho do Collares”

ABRE ASPAS

“Eu deixei o posto de lavagem, mas serei conhecido como filho do Collares”

Ezequiel Luiz Selge, 21, o Zique, é “filho do Collares”. Assim, conhecido em Santa Clara do Sul, o jovem ingressou no mercado de trabalho muito cedo, aos 13 anos, auxiliando o pai Alceu Selge no posto de lavagem. Com o tempo herdou o serviço e passou a administrar o negócio, mas deixou o segmento em 2022 e pretende seguir um sonho de empreender na área de marketing. Na escola de Ensino Médio foi presidente do Grêmio Estudantil

Por

“Eu deixei o posto de lavagem, mas serei conhecido como filho do Collares”
Arquivo pessoal
Santa Clara do Sul
Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

Você é e ficou conhecido pelo trabalho no posto de lavagem do pai. A que se deve esse reconhecimento?

Sempre batalhei muito para conquistar meus objetivos, desde cedo foi assim. Na lavagem do meu pai fiquei conhecido como o “filho do Colares”. Deram esse apelido à ele em homenagem ao ex-governador Alceu Collares. Dessa forma conquistei muitos clientes no negócio, prestando um serviço de qualidade e sem deixar de atender ninguém. Com o avançar da idade consegui administrar a empresa e herdei o trabalho do pai.

Não é comum, jovens ingressarem tão cedo no mercado de trabalho. Por que você tomou essa decisão?

É certo dizer que comecei aos 13 anos, mas desde os 9 eu auxiliava nas tarefas mais básicas. Como falei, sempre fui atrás dos objetivos e a comunidade soube reconhecer isso e ver que de forma muito humilde podemos chegar muito longe. Foi assim que alavancamos um negócio em Santa Clara do Sul e conquistamos clientes de toda região, com muito carisma e qualidade no serviço prestado, trabalhando manhã, tarde e noite sem deixar de atender ninguém.

Como foi o auge da empresa e porque deixou o serviço?

Em 2020 foi o maior sucesso, chegamos a contar com mais de dez funcionários semanais. Em 2022 decidi deixar o serviço, com o sentimento de dever cumprido. Assumi um negócio familiar, do meu pai, aumentei a clientela e tornamos o posto de lavagem uma referência com clientes muito fidelizados. Com esse espírito empreendedor decidi ir para outra área e aproveitar novas oportunidades sem esquecer das origens, pois mesmo deixando o segmento e a empresa do meu pai, sempre serei o filho do Collares.

Quais as metas em 2023?

A intenção é lançar uma agência de publicidade no município. Tenho o sonho de atuar na área de marketing, com fotografias e mídias. Vou buscar qualificação necessária e entrar neste mercado vendo a necessidade das empresas nesta área publicitária.

Como pretende liderar isso?

Eu tenho o sonho e sempre gostei de trabalhar na coordenação de equipes. Dessa forma, me tornei presidente do Grêmio Estudantil na Escola Estadual Santa Clara. Ganhei muita experiência na área de estética automotiva, onde meu pai deu total liberdade para tomada de decisões e isso foi importante. Os jovens precisam explorar esse potencial, seguir sem medo e aproveitar desde cedo cada oportunidade, assim projetar novos voos e projetos.

Acompanhe
nossas
redes sociais