Abandono de animais cresce em Lajeado e chega a 500, estima Celi Ulrich

ENTREVISTA

Abandono de animais cresce em Lajeado e chega a 500, estima Celi Ulrich

Em contrapartida, Canil Municipal encerra o ano com 104 cães adotados, 33 a mais que em 2021

Por

Atualizado quarta-feira,
04 de Janeiro de 2023 às 16:37

Abandono de animais cresce em Lajeado e chega a 500, estima Celi Ulrich
Celi Ulrich, coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses e Vetores de Lajeado (Foto: Rodrigo Gallas)
Lajeado
Gustavo Adolfo 03

A coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses e Vetores de Lajeado, Celi Ulrich percebe aumento no número de abandonos de animais. Não há a contabilização deste dado, mas estima que ultrapasse o dobro em relação aos 233 resgates registrados em 2022. “Houve bastante abandono de filhotes. Este ano foi atípico.”

Em entrevista ao programa O Vale em Pauta, da Rádio A Hora 102.9, relata no passada o abandono estar concentrado nos bairros mais pobre do município. Realidade que mudou ao longo do tempo e está praticamente equiparada em toda cidade. Celi orienta a comunidade a denunciar se presenciar o abandono. “Caso veja somente o veículo, pode anotar a placa e repassar à Polícia Civil.”

O abandono é uma forma de maus-tratos ao animal e, dessa forma, está enquadrado como um crime. A pena prevê três meses a um ano de detenção. Recentemente, a pena para violência contra cães e gatos aumentou de 2 a 5 anos de prisão. A pena é aumentada de um sexto a um terço se o crime causar a morte do animal.

O canil de Lajeado possui 164 cães, mas tem capacidade para 99. “Estamos com a nossa cota muito acima para se ter um bom ambiente. Não estamos nem conseguindo recolher os cães saudáveis da rua.”

Adoção

O Canil Municipal de Lajeado encerrou 2022 com 104 cães adotados, 33 a mais que no ano de 2021. Conforme Celi, o canil é local para o animal ser recolhido, recuperado e doado para um lar. Mas, conforme relata, há animais com mais de 10 anos de “casa”.

Canil Municipal em números

– 302 atendimentos (consultas para animais de tutores de baixa renda com Cadastro Único atualizado);
– 163 cães abrigados;
– 104 adotados;
– 233 resgatados em 2022;
– 71 castrações de cães que deram entrada no canil;
– 85 castrações para ONGs APAMA e AAPAVAT (convênio com a administração municipal);
– 105 castrações de adotados (quando são filhotes adotados e retornam na fase adulta e de cães de rua comunitários).

Assista a entrevista na íntegra

Acompanhe
nossas
redes sociais