“Vim sozinha com a intenção de aprender inglês”

ABRE ASPAS

“Vim sozinha com a intenção de aprender inglês”

Natural de Marques de Souza, Desirée Sbaraini, 24, está em Dubai desde junho. A viagem para o Oriente Médio foi para aprimorar o inglês e ter uma experiência de vida diferente.

Por

Atualizado sábado,
17 de Setembro de 2022 às 07:37

“Vim sozinha com a intenção de aprender inglês”
Crédito: Divulgação
Mundo
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

O que te motivou a escolher Dubai?

Sempre tive vontade de fazer intercâmbio para aprender inglês. Decidi fazer depois que terminasse meu curso de graduação em tecnólogo em comércio exterior. Em um primeiro momento iria para Austrália com uma amiga, porém ela foi para Itália buscar a cidadania, como não queria ir para a Oceania sozinha, minha segunda opção foi Dubai.

Sempre quis conhecer a cidade e também por causa do calor, não gosto de passar frio, então não cogitei ir para um país com inverno rigoroso (risos). Outro fato que me fez escolher Dubai é que o imigrante que chega no país já pode trabalhar. Cheguei a pesquisar outros países como Malta, mas tinha muitas burocracias acabei desistindo.

Como é a sua rotina neste país tão diferente?

Estudos todas as manhãs, de segunda a sexta-feira. Como cheguei aqui em junho enfrentei os meses mais quentes, com quase 50º graus, então não se tem muito o que fazer. Agora com as temperaturas ficando mais agradáveis estou começando a conhecer melhor a cidade.

O que mais te chamou a atenção no período em que está lá?

Principalmente a segurança. Você pode andar tranquilo pela cidade, a hora que quiser, que não corre o risco de ser assaltado. Eles respeitam muito as leis. Onde resido, a portaria fica aberta o dia inteiro. A única chave que tenho é para entrar no apartamento.

O que mudou na sua vida após essa experiência?

Está sendo uma experiência muito boa, pois perdi o medo de diversas situações, como por exemplo ter que me virar por conta própria. Vim sozinha com a intenção de aprender inglês e foi a melhor decisão que tomei. Consegui aprender bem mais, fiz várias amizades, que se tivesse na companhia de alguém, não teria feito.

Quais as diferenças e similaridades entre Dubai e o Brasil?

Aqui não é vendido bebida alcoólica ao ar livre. Somente em hotéis ou em lojas autorizadas que são poucas que tem. Tanto que as festas são somente em hotéis. Um exemplo que dou é que posso cobrar em loja autorizada, mas não posso beber ao ar livre, isso é totalmente proibido, se fizer isso por ir presa. Outra diferença é em relação as vestimentas. No Brasil é normal as pessoas andarem com trajes de banho, principalmente em áreas litorâneas. Aqui não, se for de biquíni de onde moro até a praia, o pessoal me olha estranho, depois que se chega no litoral, aí tá tudo certo.

Acompanhe
nossas
redes sociais