Amador de Estrela define finalistas

Futebol regional

Amador de Estrela define finalistas

Aimoré e Atlético Estrelense levam a melhor sobre Atlântico de Costão ‘A’ e Alto da Bronze

Por

Amador de Estrela define finalistas
Atlético Estrelense devolveu a derrota na primeira fase no momento mais decisivo. Crédito: Rodrigo Angeli/Divulgação
Estrela

Restam apenas dois times na disputa do Campeonato Municipal de Futebol de Estrela. Aimoré e Atlético Estrelense disputam, a partir do próximo domingo (31), as finais da competição. As equipes derrotaram Atlântico de Costão A e Alto da Bronze na rodada do último domingo (24) — os times derrotados disputam a partida pelo terceiro lugar também no dia 31.

As semifinais ocorreram na Toca do Leão, na Linha Delfina. No primeiro jogo da tarde se enfrentaram Alto da Bronze e Atlético Estrelense. Melhor campanha e com vitória no confronto direto da primeira fase (3 a 1), o Alto da Bronze tinha certo favoritismo. Natã Rochembach, em cobrança de pênalti, logo no início da partida, abriu o marcador. 1 a 0 para o Alto da Bronze.

Na segunda etapa, em outra cobrança de pênalti, Cristiano das Dores fez 1 a 1. O time se empolgou e aumentou a pressão. Pouco depois, Josias chutou forte, o goleiro deu rebote e Cristiano das Dores, mais uma vez, virou o marcador para o Atlético: 2 a 1. O Alto da Bronze sentiu o golpe e passou a cometer erros. Num desses, após bate rebate na área, que a bola sobrou para outro Cristiano, o Luz, marcar o terceiro. No último lance da partida, Samuel Wille descontou: 3 a 2 e apito final.

Na segunda partida, o anfitrião Aimoré encarou o Atlântico de Costão ‘A’. O time da casa havia feito 8 a 0 no Atlântico na fase classificatória, então os visitantes foram para cima. Tiveram mais posse de bola e presença no campo adversário, mas não chegaram ao gol. Após cobrança de falta na trave, a bola sobrou para Ueslei, que sofreu pênalti. Yuri cobrou e abriu o marcador para o Aimoré: 1 a 0.

No segundo tempo, o Aimoré fez questão de justificar os bons números da campanha. Em bola não afastada pela zaga do Atlântico na área, Jeferson Schneider ampliou.

O nervosismo atingiu o Atlântico: num erro em cobrança de falta a favor, Yuri recebeu “um passe” do próprio adversário e puxou o contra-ataque que Jeferson, após driblar o goleiro Marcão, ampliou – 3 a 0.

Após cobrança de escanteio, em que até o goleiro Marcão foi para o ataque, a bola sobrou para Denilson que atravessou todo o campo para, com o gol vazio, fechar o marcador: 4 a 0 e festa da torcida local.


Acompanhe nossas redes sociais: WhatsApp Instagram / Facebook