Picadilly defende o encorajamento feminino

Opinião

Thiago Maurique

Thiago Maurique

Jornalista

Coluna publicada no caderno Negócios em Pauta.

Picadilly defende o encorajamento feminino

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Promovida pela Acil e pelo Núcleo de Mulheres Empreendedoras da entidade, a reunião-almoço de ontem foi marcada por forte presença feminina e a apresentação de um case inspirador. Presidente da Piccadilly, Cristine Grings Nogueira falou sobre a história da empresa, com 66 anos de tradição no mercado calçadista, e as transformações a partir da sucessão familiar que alçou a 3ª geração aos cargos de gestão.

Um dos principais propósitos da companhia é construir um ecossistema voltado para desenvolver mulheres em todos os elos da cadeia produtiva, sejam elas colaboradoras, fornecedoras, parceiras franqueadas ou consumidoras. Hoje, 50% da alta gestão da Picadilly é feminina e 60% dos funcionários são mulheres.

“O sucesso no mundo negócio não está ligado a gênero, e sim ao profissionalismo, capacidade, entrega e dedicação”, afirma Cristine. Segundo ela, o posicionamento da empresa é motivado pela disparidade entre gêneros.

Hoje, no Brasil, as mulheres ganham cerca de 20% a menos do que os homens e menos de 40% dos cargos gerenciais no país são ocupados por líderes femininas. “Acreditamos na equidade e em oferecer oportunidades iguais para todos.”


Acompanhe nossas redes sociais: WhatsApp Instagram / Facebook