7 Notícias: Um ano após o início da pandemia, 10% dos estudantes do Ensino Fundamental haviam abandonado a escola

DESTAQUES DA MANHÃ

7 Notícias: Um ano após o início da pandemia, 10% dos estudantes do Ensino Fundamental haviam abandonado a escola

Veja as principais notícias da manhã desta quinta-feira (25)

Por

7 Notícias: Um ano após o início da pandemia, 10% dos estudantes do Ensino Fundamental haviam abandonado a escola
(Foto: Filipe Faleiro)
Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

Um estudo realizado por Tribunais de Contas dos Estados, divulgado nesta quinta-feira (25), mostra que, em abril, um ano após o início da pandemia de coronavírus, 8,5% dos estudantes brasileiros do 5º ano do Ensino Fundamental e quase 10% dos alunos do 9º ano não interagiam com as escolas — portanto, potencialmente abandonaram as aulas.

Antes da pandemia, o acesso da etapa era universalizado: 99,7% das crianças dos seis aos 14 anos, faixa etária que frequenta o Fundamental, estavam matriculadas, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) compilados pelo Movimento Todos pela Educação.


Governo prevê implantação de 216 escolas cívico-militares até 2022

O governo federal informou, nesta quarta-feira, que vai implantar 216 escolas cívico-militares em todo o país até o fim do ano que vem. O anúncio antecipa em um ano a meta do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim). Quando lançado, em 2019, o programa previa 200 escolas nesse modelo até 2023. Atualmente, de acordo com o Ministério da Educação (MEC), há 127 escolas adotando esse modelo em 26 estados do país. Elas atendem cerca de 83 mil famílias.

O modelo cívico-militar é diferente do modelo das escolas militares mantidas pelas Forças Armadas. De acordo com o MEC, as secretarias estaduais de Educação seguem responsáveis pelos currículos escolares, que é o mesmo das escolas civis, e os militares, que podem ser integrantes da Polícia Militar ou das Forças Armadas, agem como monitores na gestão educacional, estabelecendo normas de convivência e aplicando medidas disciplinares.


Lei Paulo Gustavo: Senado aprova repasse de R$ 3,8 bilhões para auxílio ao setor cultural

O Senado aprovou, nesta quarta-feira, o projeto de lei complementar que libera R$ 3,8 bilhões para amenizar os impactos econômicos e sociais da pandemia de Covid-19 no setor cultural. O texto segue agora para a Câmara.

O texto determina que o montante de R$ 3,8 bilhões venha do atual superávit financeiro do Fundo Nacional de Cultura (FNC). A União vai ter de enviar esse dinheiro a estados, Distrito Federal e municípios para que seja aplicado “em ações emergenciais que visem combater e mitigar os efeitos da pandemia de Covid-19 sobre o setor cultural”. Os recursos terão de ser liberados por meio de medida provisória a ser editada pela Presidência da República.


Pilotos e comissários de voo decidem entrar em greve a partir de segunda-feira

Pilotos e comissários de voo aprovaram, nesta quarta-feira, em assembleia da categoria, deflagrar greve nacional, por tempo indeterminado, a partir do primeiro minuto da próxima segunda-feira. De acordo com o Sindicato Nacional dos Aeronautas, a greve ocorre “contra a intransigência das companhias aéreas” nas negociações da renovação da Convenção Coletiva de Trabalho.

De acordo com a entidade, a categoria reivindica reajuste salarial que contemple a reposição das perdas inflacionárias nos últimos dois anos, do período de 1º de dezembro de 2019 a 30 de novembro de 2021.
A paralisação será de 50% dos tripulantes por dia.


DML deve ganhar mais um médico legista até março

Menos de uma semana após receber a visita de uma comitiva de Lajeado, a diretora do Departamento de Perícias do Interior, Marguet Mittmann veio ao município com retorno positivo das demandas locais. Entre elas, a confirmação de que o Departamento Médico Legal (DML) terá nova vinculação, passando a fazer parte da Coordenadoria Regional de Perícias de Santa Cruz do Sul, criada recentemente. A intenção é que sejam chamados novos servidores para o IGP até o fim do ano. Com isso, até março de 2022, se projeta a chegada de dois peritos criminais e mais um médico legista para a unidade de Lajeado, que há 7 anos tem um único profissional.


Rússia retoma importação de frigoríficos brasileiros

A Rússia retomou as importações de carne de 13 frigoríficos brasileiros, sete deles do Rio Grande do Sul. Anunciada pelo Serviço Federal para Vigilância Sanitária e Fitossanitária do país europeu, a decisão beneficia plantas produtoras de carne suína e bovina no Brasil. Entre essas, a BRF de Lajeado.

As restrições, em vigor desde dezembro de 2017, foram impostas porque o país europeu afirmou ter detectado no produto brasileiro a presença do aditivo ractopamina, usado na alimentação animal. O sinal verde do governo russo veio com outro anúncio positivo para os produtores brasileiros: o estabelecimento de uma cota temporária de 100 mil toneladas de carne suína isenta de tarifas de importação em 2022.


Brigada Militar lança concurso com 4 mil vagas

A Brigada Militar publicou o edital para concurso de seleção de novos soldados para 2022. Serão oferecidas 4 mil vagas, com remuneração inicial de R$ 4.689,23. As inscrições podem ser feitas a partir da próxima terça-feira (30) e se estendem até o dia 30 de dezembro.

Os candidatos podem realizar as inscrições no site da Fundatec, onde também pode ser acessado o edital. Para se inscrever, é necessário ter o Ensino Médio completo, ter acima de 18 anos e no máximo 25, além de carteira de habilitação na categoria “B”. A taxa de inscrição é de R$ 92,54.