Vai de bike!

Opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Vai de bike!

Por

Atualizado segunda-feira,
26 de Julho de 2021 às 09:55

Lajeado
Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

A empresa Tembici anunciou, em junho, que pretende implementar mais 10 mil bicicletas em seu sistema de compartilhamento até o final de 2022. Com isso, poderá quase dobrar o número de bikes que estão disponíveis. Hoje são 16 mil no Brasil, Argentina e Chile. Em solo nacional, as estações estão em Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, Riviera de São Lorenço, Vila Velha, Salvador, Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes. E o prefeito Marcelo Caumo (PP) quer colocar Lajeado neste mapa!


Inovação

O Termo de Cooperação entre o governo de Lajeado e o Instituto Caldeira, com sede em Porto Alegre, tende a gerar muitos bons frutos à sociedade local. A expertise da entidade na aceleração e cocriação de novas soluções precisa ser aproveitada pelo poder público lajeadense para melhorar a qualidade de vida da população, em especial os moradores de áreas periféricas. Para tal, é preciso fomentar novas empresas e negócios, como forma de gerar emprego, riqueza, renda e qualidade de vida para todos. É uma roda que precisa girar, independente de partidos.


Inovação II

O Termo de Cooperação com o instituto instalado no renovado 4º Distrito da capital gaúcho possui prazo de dois anos. A Universidade do Vale do Taquari (Univates) também firmou a mesma parceria. Em suma, a ideia tem por objetivo a conjugação de esforços de ambas as partes para incentivar e facilitar a cooperação, desenvolvendo esforços conjuntos entre as equipes, suas ações e estruturas, no fomento do empreendedorismo inovador e no desenvolvimento do ambiente de inovação. Para tal, Lajeado oferece o LabiLá e o Parque Tecnológico da Univates.


Inovação III

A parceria entre o poder público e a entidade vai além da troca de experiências. O governo de Lajeado prospecta uma unidade própria do Instituto Caldeira no município. A ideia é alugar um prédio (antiga Indusgraf) ao lado do pavilhão reservado ao LabiLá, no entorno da Praça do Chafariz, no centro antigo da cidade. A administração municipal também planeja fechar aquele pequeno trecho da Rua Marechal Deodoro, no entroncamento com a Silva Jardim e a Av. Benjamin Constant. O objetivo é levar comércio, inovação e vida para o espaço.


Inovação IV

O governo de Lajeado apresentou os membros do Grupo Executivo de Trabalho (GET), que será responsável pela análise da Proposta de Manifestação de Interesse (PMI) que visa à apresentação de levantamentos, investigações e estudos técnicos voltados à estruturação e exploração de rede de Iluminação Pública Inteligente, “como a eficientização energética dos prédios públicos vinculados à prefeitura”. O Executivo gostou muito da proposta da multinacional Enel-X. André Bücker, Secretário de Desenvolvimento Econômico, e Mariela Porz, Coordenadora de Governo, fazem parte do GET.


O presidente da Câmara de Lajeado, Isidoro Fornari (PP), protocolou Projeto de Lei para assegurar o “direito de permanência de edificações na faixa não edificável contígua rodovias, no âmbito do município”. Segundo a mensagem justificativa da matéria, uma lei federal de 2019 autorizou os municípios a definir, dentro da sua jurisdição, a largura do limite da faixa de edificação, ou seja, o recuo de construção nas estradas Federais e Estaduais, assegurando o direito suscitado. Contudo, o Plano Diretor atualmente vigente prevê regras conflitantes.

O Plano cita que “nos loteamentos, desmembramentos, fracionamentos e condomínios situados ao longo de rodovias federais e estaduais, nas quais a faixa de domínio encontra-se instituída, mediante desapropriações por parte do Estado ou União, deverá ser respeitada uma faixa não edificante de 15 metros de largura, conforme legislação federal, excetuando-se as rodovias ERS/421 e ERS/413, as quais devem atender o estabelecido na lei do Sistema Viário Municipal”. Por fim, o vereador afirma que “certamente o Executivo procederá na adequação do Plano Diretor”.


Aplicativo e demanda

A concessionária Expresso Azul, responsável pelo transporte público coletivo de Lajeado, já está realizando a última fase de testes do app que será disponibilizado aos passageiros. O problema ainda são os “gaps”, ou os “vazios” de internet em pelo menos seis localidades. Outra novidade no serviço é a possibilidade de iniciar um sistema “sob demanda”. Ou seja, o ônibus só vai até o local se realmente houver passageiro. Mas isso é conversa só para 2022…


Mais um “Fora Bolsonaro”

A Esquerda quer evitar a todo custo o embate eleitoral com Jair Bolsonaro em outubro de 2022. A Esquerda quer derrubar o presidente (eleito com 57 milhões de votos) antes das eleições. A principal pauta das legítimas manifestações agendadas para sábado é o Impeachment (ou “golpe”, como em anos anteriores). E vida que segue!