Paixão Alviazul

opinião

Caetano Pretto

Caetano Pretto

Jornalista

Colunista esportivo.

Paixão Alviazul

Por

Lajeado
Tudo na Hora 2 - Lateral vertical - Final vertical

O Clube Esportivo Lajeadense apresentou na segunda-feira o projeto Paixão Alviazul. Com ele, pretende se aproximar cada vez mais da comunidade regional. Tanto do empresariado, quanto do torcedor comum.

É um acerto em cheio da nova direção. Por vezes, e principalmente quando passei a cobrir o Lajeadense, tive a impressão de que o único clube profissional do Vale do Taquari estava distante do seu público. O Lajeadense causava indiferença para a maioria dos apaixonados por futebol da região. Isso não pode acontecer.

O único caminho possível para o clube voltar às glórias é o seu povo. É por isso que Everton Giovanella é o presidente. É por isso que Gelson Conte foi oficializado como treinador. A dupla, junto de todos os outros membros da direção e colaboradores do clube, pode fazer um bom trabalho na Divisão de Acesso e recolocar o Alviazul na elite do estado.

A volta do Vila Fão

Fiquei muito feliz de ver Gelson Conte de volta ao Lajeadense. Ele é daqui, cria do clube e goleador do Campeonato Gaúcho de 1991. Claro que não é isso que o credencia a um bom trabalho. Mas, Gelson é também um bom treinador.

O comandante do time para a Divisão de Acesso esteve no Preparo Geral da última terça-feira e nos concedeu uma bela entrevista. É bom falar de futebol com Gelson. Em cerca de 40 minutos de entrevista, se mostrou bem claro quanto à realidade do Lajeadense, e também mostrou conhecer a Divisão de Acesso.

O primeiro passo foi dado, o Alviazul tem um bom treinador. Fico na expectativa agora de ver a apresentação do elenco. A direção diz já ter jogadores firmados, a ideia é ter um elenco com identificação regional e conhecimento do tamanho do clube. Outra bola dentro.

Indefinições no Beira-Rio

Seguindo na linha dos treinadores, mas no Internacional, a situação não está bacana. Após demitir Miguel Ángel Ramírez, o Colorado viu que não existem tantas boas opções no mercado. Ao meu ver, acertou em descartar o nome de Lisca. Mas, não chegou ainda a um denominador comum. Hoje o clube deve realizar reunião virtual com dois técnicos: Marco Silve e Diego Aguirre. Gosto de ambos, só não sei se têm o necessário para comandar o conturbado vestiário colorado.