Covid e doação

opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Covid e doação

Por

Vale do Taquari
CRON Previne - Lateral vertical - Final vertical

Em Teutônia, o vereador Evandro Biondo (MDB) esteve ausente de algumas sessões da Câmara de Vereadores durante o mês de março, após testar positivo para o novo coronavírus. Diante disso, o parlamentar decidiu doar parte dos vencimentos mensais para o Hospital Ouro Branco, além de repassar 50 cestas básicas para entidades do município. Do salário líquido total, R$ 4,6 mil, o emedebista destinou R$ 2,5 mil para as cestas básicas e R$ 2,1 mil à casa de saúde. Outros tantos só agiram assim em 2020, no ano eleitoral.


Novas pontes

O debate sobre uma nova ponte sobre o Rio Taquari será levado para a assembleia virtual da Amvat, agendada para a próxima quinta-feira. Além de prefeitos e líderes regionais, o encontro contará com a presença do secretário estadual de Transportes, Juvir Costella, e do diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem (Daer), Luciano Faustino.


10 anos!

Saudando a todos os empreendedores que resistem bravamente à pandemia de coronavírus e de maus gestores públicos (não todos, ok), eu saúdo em especial os 10 anos da Privilège Engenharia e Construções, gerenciada pelos meus amigos Fernando Bergesch e Daniel Bergesch. Os irmãos, aliás, têm se destacado durante a pandemia como protagonistas nas reivindicações do setor produtivo.


“Vacina contra a fome”

A Campanha “Vacina Contra a Fome” tomou o Brasil. Em âmbito local, a ação provocada pela JCI Lajeado busca ajudar as famílias que sofrem com a crise financeira e sanitária causada pela pandemia. O governo municipal e o Hospital Bruno Born são apoiadores da causa. E a ideia é simples. O objetivo é recolher doações junto aos postos de vacinação. Ou seja, quem receber a vacina também poderá auxiliar uma família carente. Uma verdadeira corrente do bem!


“Depende de Nós”

Antes de punir, multar e prender, é preciso conscientizar. E mesmo após um ano de pandemia, as campanhas ainda são pífias neste sentido. Em Bom Retiro do Sul, um bom exemplo. O prefeito Edmilson Busatto – que em 2020 foi internado com covid na UTI de Sobral (CE), em meio às férias –, acompanhado de secretários e servidores, foi às ruas para divulgar a nova campanha de combate à covid-19: “Depende de Nós”. Os agentes públicos entregaram folders aos moradores, com informações sobre a importância de seguir os protocolos neste momento da pandemia. O comércio, os mercados, as farmácias e a lotérica também receberam a visita das equipes. Pela cidade, cartazes e banners com frases de conscientização sobre máscara e os riscos das aglomerações.


Sem feriado!

Fica a nossa torcida para que todos os municípios mantenham em atividade a campanha de vacinação durante todo o feriado. Os registros de morte são diários. Portanto, não podemos perder um só dia, e não devemos protelar uma só dose.


BR trancada

Em Estrela, a interdição de pistas na ponte da BR-386 sobre o Arroio Boa Vista gerou um intenso fluxo de veículos em estradas vicinais. E a preocupação com a conservação das vias municipais e estaduais aumentou de forma considerável. Diante disso, o vereador Marcio Mallmann (PP) solicita que a Secretaria de Desenvolvimento, Inovação e Sustentabilidade, realize um estudo para verificar qual a carga máxima permitida nas “pontes que estão sobre os arroios, córregos e estradas do município, incluindo o interior da cidade, e que, instale placas indicativas que limitem o peso”.


Corsan em Estrela

O vereador João Braun (PP) “pegou no pé” da Corsan. Afinal, é uma das premissas do vereador a fiscalização dos contratos públicos. Desta vez, o jovem progressista solicita que o Executivo, por meio da Assessoria Jurídica, “realize uma notificação extra judicial a Empresa Corsan, quanto a falta de sinalização nas obras das vias públicas durante toda execução e, proceda a cobrança dos prejuízos até o momento do não cumprimento de tal cláusula contratual”.


Comércio no sábado

O judiciário analisava ações sobre a abertura ou não do comércio no sábado quando, por volta do meio dia dessa quinta-feira, o Governo do Estado enfim sinalizou positivamente para a pauta econômica. O governador cedeu à pressão de empresários e funcionários que buscam recuperar parte do prejuízo somado nos últimos meses. E ele fez bem. Todos sabem que o sábado de Páscoa está entre as datas mais celebradas pelo comércio varejista. E seria absolutamente cruel retirar, outra vez, esse importante ganha pão da nossa sociedade.