Cirurgias eletivas

opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Cirurgias eletivas

Por

Vale do Taquari
Imec - Lateral vertical - Final vertical

O governo de Lajeado acordou um novo aporte de R$ 1,2 milhão junto ao Hospital Bruno Born (HBB). Desta vez, porém, o valor não será destinado ao combate à covid-19. O dinheiro servirá para a necessária realização de um mutirão de cirurgias eletivas na cidade. Desde o início da pandemia, o acúmulo de procedimentos vem atormentando as secretarias municipais e estaduais de saúde. Por alguns meses, os próprios hospitais foram orientados a cessarem com diversos, como forma de garantir suporte para o atendimento às vítimas do novo coronavírus.

A nova contratação prevê três pacotes de cirurgias. Serão até 20 procedimentos/mês para atender problemas na área da Urologia; 18 para a área da Ginecologia; e outros 40 procedimentos de Cirurgias Gerais. Também foram incluídos no aditivo do contrato mais exames de Tomografia; Ressonância Magnética; Endoscopia; Traumatologia; e consultas na especialidade de cabeça e pescoço. Já a lista com a identificação dos protocolos dos pacientes que aguardam pelos procedimentos ainda não foi divulgada no site eletrônico do município.

Procurações

Nesta semana, o prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo (PP), assinou portaria para designar novos servidores “para responderem e assinarem documentos da Procuradoria Geral, de forma individual ou conjunta”. São eles: Henrique Pinto Reali, Procurador Geral Adjunto; Laura Periolo Sudbrack, Coordenadora de Setor; e Natanel Zanatta, Coordenador Especial de Governo.

Vigilância e animais

Reconhecida pelas ações em prol dos animais abandonados e vítimas de maus tratos, a vereadora Tiane Cagliari (PV) encaminha uma Indicação ao poder Executivo, solicitando “estudo para a instalação de câmeras de vigilância na Rua João Fell, localizada no Bairro Pinheiros, com o intuito de coibir o repetido abandono de animais e o descarte irregular de lixo ao longo da referida via”.

Reforma na Polar

O histórico prédio da cervejaria Polar vai passsar por novas reformas. Nesta semana, o Legislativo aprovou a abertura de crédito de R$ 40 mil na Secretaria de Desenvolvimento, Inovação e Sustentabilidade para as obras. O local, que até o ano passado sediava a Secretaria de Educação, vai receber a Secretaria de Desenvolvimento, Inovação e Sustentabilidade.

Lista de cirurgias

A polêmica é replicada em outras cidades do Vale do Taquari e, em Estrela, deve se prolongar mais alguns dias. Por lá, o Executivo vetou o projeto de lei do vereador Humberto Canigia Rerig (Republicanos), que obriga o Executivo a disponibilizar a lista de agendamento das cirurgias e outros procedimentos médicos no âmbito da Rede Municipal de Saúde. Mas, após acordo das comissões internas, o veto não foi votado e voltou à discussão.

Enfim, o Acervo Municipal

A Câmara de Vereadores aprovou os projetos que enfim alteram o orçamento do Executivo e incluem o valor de R$ 73 mil na Secretaria Especial de Cultura, Esporte e Lazer para adequação do imóvel que sediava a Casa de Cultura, o popular “Castelinho”. O objetivo é nobre. O governo municipal pretende implantar no local o Memorial Estrela, que abrigará o museu municipal e o arquivo municipal. A secretária da pasta, Carine Schwingel, esteve no plenário do legislativo na segunda-feira para debater o PL. E após alguns debates internos entre os parlamentares, os textos foram aprovados por unanimidade.

Schneider retorna

(Foto: Laura Mallmann)

Prefeito de Estrela, Elmar Schneider (PTB) deixou a UTI da Divina Previdência, em Porto Alegre, e retornou para o Hospital Estrela. A transferência ocorreu na tarde de ontem. O gestor, que ficou consciente durante todo o tratamento e não precisou ser intubado, ainda deve permanecer alguns dias em observação antes de retornar ao principal gabinete da prefeitura municipal. Com saúde. Em meio a um cenário tão mórbido, isso é uma grande notícia para o Vale do Taquari!

Vacinas e prioridades

O Ministério Público Estadual instaurou expediente na Procuradoria de Prefeitos para avaliar, sob o prisma criminal, a decisão do prefeito de Bagé, Divaldo Lara (PTB), de alterar a ordem dos grupos na vacinação contra a Covid-19. Da mesma forma, a Promotoria de Justiça de Bagé intaurou um expediente para avaliar o fato sob o prisma da improbidade administrativa. O caso é o seguinte. Lara determinou a vacinação antecipada de alguns grupos, o que contraria a regra do Plano Nacional de Imunização (PNI).

As alterações no plano, de gestão do Ministério da Saúde, não podem ser feitas pelos gestores municipais, independentemente do mérito. Essa é a posição do MP. Para os procuradores, Lara erra ao contrariar o PNI e determinar que profissionais de segurança, entre eles policiais militares, civis e agentes penitenciários, recebessem a primeira dose antes de outros grupos prioritários. Eu não sou especialista para afirmar quem deve ou não deve ser prioridade neste momento. Mas eu tenho sentimentos. E eu não consigo sentir injustiça no ato do prefeito petebista.

Vacinação

O governo de Teutônia abrirá um Centro Municipal de Vacinação, que funcionará em todas as campanhas de imunização do município e, neste momento, concentrará esforços para aplicar as vacinas contra a covid-19. O espaço fucioonará junto ao salão da Comunidade Redentor de Canabarro, localizado na Rua Ewaldo Schaeffer, e funcionará de segunda à sexta-feira, das 13h30 às 19h, de forma permanente, sem necessidade de agendamento prévio. É uma inovação!

Turismo

O deputado federal Ronaldo Santini (PTB) é o mais cotado para assumir a vaga deixada por Rodrigo Lorenzoni (DEM) na Secretaria Estadual de Turismo. Se isso ocorrer, o suplente Ronaldo Nogueira (PTB) assume a cadeira dele na Câmara Federal.