Renovação no PT

opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Renovação no PT

Por

Vale do Taquari

Sérgio Kniphoff (PT) foi eleito para o seu quarto mandato consecutivo na Câmara de Vereadores de Lajeado. Desta vez, como o único petista eleito entre os 15 vereado­res escolhidos pelos eleitores lajeadenses. O único companheiro na atual legislatura, o vereador Sérgio Rambo (PT), não conseguiu votos suficientes para seguir por mais quatro anos no plenário. “Serginho” é o único, reforço, em meio a seis progressistas, dois tucanos, cinco emedebistas e um representante do PSB. E foi por pouco. Kniphoff foi o 11º mais vota­do. Na eleição passada, fora o quarto mais votado.

Renovação no PT II

Kniphoff sabe do desgaste natural dos políticos mais antigos. Ele sabia que a dificuldade para garantir uma cadeira para a legislatura 2021/2024 seria muito maior em relação aos três pleitos anteriores. E diante de tudo isso, ele deve saber que é preciso criar e fomen­tar uma verdadeira renovação no PT lajeadense. E o momento é apropriado. O PT não será extinto, como muitos desejam, e tampouco a esquerda nacional. Logo, o surgimento de novos personagens começa a emergir como um movimento natural nos redutos petistas Brasil afora. E é assim em Lajeado.

Renovação no PT III

Os velhos caudilhos já não “apitam” tanto assim no PT lajeadense, e a porta parece estar definitivamente aberta para os novos e interessados militantes. Um de­les é o professor de História e doutorando no Programa de Pós-graduação em Ambiente e Desenvolvimento da Universidade do Vale do Taquari (Univates), Jones Fiegenbaum. Ele concorreu ao cargo de vereador no pleito de novembro. Conquistou 613 votos e garantiu a primeira suplência do partido. Ficou à frente do colega de partido e (ainda) vereador, Sérgio Rambo.

Renovação no PT IV

E Fiegenbaum vai ganhar bastante espaço durante o próximo mandato de Kniphoff. Além de assumir propriamente a cadeira durante as licenças do titular, o suplente de vereador petista foi escolhido para ser um dos Assessores Parlamentares de Kniphoff. Para tal, o pediatra já encaminhou a exoneração do atual Assessor Parlamentar, Lucas Ahne, que recentemente se envol­veu em uma polêmica com a vereadora Mariela Portz (PSDB), logo após a tucana informar, em plenário, que Ahne é o responsável pela página “Fiscaliza Lajeado”, criada no Facebook para “vigiar” o governo.

Renovação no PT V

Ou seja. Em seu 4º mandato, Kniphoff convocou o 1º suplente para o seu gabinete. Certo ou errado, promissor ou não, é algo inovador no plenário lajeadense. E demonstra que o único vereador petista está definitivamente abrindo espaço para a renovação na sigla, e não demonstra receio de perder (e ceder) espaço para os novos personagens da esquerda regional. Por fim, e além de assessorar e eventualmente assumir a cadeira em plenário, Fiegenbaum vai apresentar ao “chefe” e protocolar projetos e agendas desenvolvidas duran­te a campanha. “Vamos montar uma unidade do partido.”


Câmara de Arroio do Meio

O vereador mais votado no pleito de novem­bro será aclamado presidente da Câmara em 2021. César Kortz (MDB) conquistou 781 votos e está em seu primeiro mandato. Na eleição pas­sada, ele foi o 16º mais votado, com 305 votos. Além dele, a Mesa Diretorai será composta pelo vice-presidente, Marcelo Schneider (MDB); Secre­tário, Vanderlei Majolo (PP); e Adiles Meyer (MDB).


Um “novo” modelo

O prefeito Marcelo Caumo (PP) anunciou a criação de um Banco de Talentos para a contratação de Cargos Comis­sionados (CC) em Lajeado. É muito semelhante ao sistema utilizado pelo Partido Novo para a efetivação de assessores parlamentares. Aliás, o modelo anunciado pelo gestor lajea­dense segue o mesmo padrão de um sistema anunciado pelo prefeito eleito de Joinville, Adriano Silva (Novo), que no dia 1º de dezembro abriu um canal para recebimento de cur­rículos de pessoas interessadas em ocupar CCs na prefeitura (foto). Por lá, a seleção vale para secretários, gerentes, di­retor executivo e, mais adiante, devem ser abertas para coorde­nações e supervisões.

É um modelo instigante, e como era de se esperar, muitos dos atuais CCs foram surpreen­didos pelo anúncio do Banco de Talentos. O anúncio ocorreu justamente no momento em que todos serão exonerados para a “troca” de governo. A partir de então, a incerteza pas­sou a rondar os horizontes de muitos correligionários e sim­patizantes. Caumo não é novo na política. Ele deve ter a noção exata do “choque” causado em muitos servidores públicos que atuam sob a mesma prefeitura. Ele sabe que muitos correligio­nários estão estomagados com a notícia que chegou apenas pelos jornais, e sabe que terá de ter muito jogo de cintura para fazer valer os próprios critérios de seleção.


Descontos e prazos para os descontos

Em Estrela, nova confusão envolvendo o IPTU. No dia 23 de novembro, a Câmara apro­vou projeto sobre o desconto de 10% para os contribuintes que pagarem, em cota única, até dia 30 de janeiro. Entretanto, nos boletos encaminhados aos munícipes, a data de vencimen­to do prazo de desconto é 4 de janeiro. No site da prefeitura, a tentativa de explicação. “O IPTU pode ser pago em cota única com descontos que podem chegar a 12%. Até 4 de janeiro: desconto de 10%, mais 2% para o contribuinte que não tiver débitos com o município, já deduzidos do valor. O mesmo desconto poderá ser obtido para quem quitar o IPTU até o dia 29 de janeiro. Neste caso, porém, é necessário buscar uma nova guia no Centro de Atendimento ao Contribuinte da Secretaria da Fazenda”.