opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Festas e eventos

Por

Vale do Taquari

O setor de festas e eventos está entre os mais afetados pela pandemia do novo coronavírus. Desde a segunda metade de março, artistas, produtores e produtoras, sonoplastas, casas de show, teatros, cinemas e afins sofrem com a escassez quase completa de recursos. O setor será um dos últimos a ser retomado dentro da nossa economia. E como se trata de um setor onde os índices de informalidade estão bem acima da média “aceitável”, o buraco foi ainda mais profundo.

Festas e eventos II

A decisão estadual de liberar eventos e exigir determinadas restrições é acertada. E fica ainda mais acertada ao atentar para eventos com público sentado. Ou seja, com a possibilidade de demarcar assentos e espaços, e sem o risco de gerar aglomerações desnecessárias. Afinal, ainda estamos sob uma pandemia. E sem vacina. Mesmo com a restrição, é um avanço necessário e urgente para toda a classe trabalhadora envolvida neste tão importante segmento da nossa economia.


Festas e eventos III

Com a liberação, o Estado atrapalha a estratégia de quem ganha dinheiro com a proibição. Não foram poucas as ações que flagraram festas clandestinas pela região. E infelizmente uma coisa é certa: ao seguir com a proibição irrestrita, o governo estadual estaria “fomentando” um submundo das festas. Um mercado negro de eventos. Tal como a “Lei Seca” e os novos e perigosos etílicos, na década de 20. E tal como a política antidrogas mundo afora. Afinal, é difícil frear a alta demanda.


Festas e eventos IV

A caneca com os dizeres “Rolê Clandestino” pode ser analisada sob diversos ângulos. Foi apreendida em um evento realizado nesse fim de semana, em Teutônia. Pode parecer um deboche do tamanho da pandemia, ou um desrespeito com as vítimas da covid-19. Por outro lado, pode representar um grito de rebeldia por parte de quem já não aguenta as rigorosas normas de distanciamento social. Ou um manifesto por parte de quem não integra e nunca integrou o Grupo de Risco.


Frente a frente

Hoje iniciamos uma série de sabatinas com os candidatos a prefeito nas principais cidades do Vale do Taquari. Atual prefeito e candidato à reeleição em Lajeado, Marcelo Caumo (PP) estreia essa novidade do programa Frente e Verso, apresentado de segunda à sexta-feira, entre 8h10 e 10h, na Rádio A Hora 102.9. Amanhã será a vez de Márcia Scherer (MDB), e Daniel Fontana (PSB) será o convidado na quinta-feira.

A ideia é garantir um espaço mais amplo e democrático para a troca de ideias e apresentação dos respectivos Planos de Governo. Sem a delimitação de tempo, e sem a pressão do adversário, a conversa tende a ser diferente em relação aos importantes debates já realizados pelo Grupo A Hora. Serão conversas leves, e ao mesmo tempo serão duras. Ou seja. Com cobrança, mas sem perder a ternura necessária para um bom entendimento.

Além dos três candidatos lajeadenses, o programa Frente e Verso projeta entrevistas de uma hora com os candidatos a prefeito de Estrela, Arroio do Meio, Teutônia e Encantado. Todos terão a mesma oportunidade. A mesma janela. Trata-se de mais um importante serviço disponibilizado pelo Grupo A Hora, sempre atentando para a inteligente proposta de fomentar uma política cidadã. Quem ganha é a democracia. Quem ganha é o eleitor.


Lotação máxima

O acesso ao trilho da Ferrovia do Trigo é proibido. Aliás, todo e qualquer acesso a trilhos é proibido Brasil e mundo afora. Mas é inegável o apreço dos turistas para com o viaduto 13, o popular V-13, em Vespasiano Corrêa. Nesse fim de semana, então, o engarrafamento de veículos lembrava os dias de aglomeração irrestrita no Morro Gaúcho, em Arroio do Meio. E as coincidências entre os dois picos não param por aí. Em ambos os pontos turísticos, a infraestrutura é pífia.

A infraestrutura é pífia no V-13, e sequer existe no Morro Gaúcho. Mesmo assim, a demanda de turistas não para de crescer. Mesmo sem qualquer alternativa gastronômica ou hoteleira, muitos pontos turísticos do Vale do Taquari seguem atraindo mais e mais turistas e isso vem aumentando com a pandemia. Acima de tudo, estamos falando de oportunidades. E as boas oportunidades não costumam passar tantas vezes diante dos nossos olhos. Não assim, com tanta clareza!


Paulo Finck na UTI

O candidato a vice-prefeito pela coligação Para Estrela Continuar Avançando (MDB, PP e PSDB), Paulo Finck, está internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital de Estrela. Ele positivou para a covid-19 e precisou do atendimento especializado. De acordo com a direção da coligação, a situação de saúde do ex-secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico é estável. O candidato a prefeito, Comandante César, testou negativo para o novo coronavírus.