Teutônia

Caminhão histórico volta a combater incêndios

Veículo da década de 1970 passou por restauração e retorna às ruas em outubro, após mais de dois anos em desuso. Caminhão é um presente dos bombeiros voluntários de Melsungen, na Alemanha, ao grupo de Teutônia

Por

Caminhão histórico volta a combater incêndios
Vindo da Alemanha, caminhão de 76 foi consertado e volta à ativa em outubro. Foto: Divulgação
Teutônia

Um presente vindo da Alemanha, em 2003, o caminhão modelo Magirus Deutz, de 1976, foi reformado e voltará à ativa no Corpo de Bombeiros Voluntários de Teutônia (CBVT) no final de outubro.

Em abril de 2018, uma falha no sistema de freio do veículo fez com que um agente da corporação colidisse contra um muro. A batida danificou o para-choque e a lataria do caminhão. Porém o sistema de bombas d’água segue em funcionamento.

“Mais ou menos na época que começou a pandemia começamos a mexer nele. Queríamos reformar pela memória histórica e também é a nossa bomba com maior capacidade de armazenamento de água”, destacou o bombeiro voluntário Carlos André da Silva.

Além do Magirus Deutz, a corporação tem mais dois caminhões: um Iveco, com capacidade para 4 mil litros d’água, e outro veículo menor, usado apenas para suporte, que carrega consigo 1,5 mil litros. O caminhão vindo da Alemanha pode armazenar até 6 mil litros.

As bombas do caminhão passam, na próxima semana, por uma verificação. Porém, Silva acredita que não será constatado nenhum problema. “Funciona tudo nele. Só vamos fazer uma vistoria, fazer a adesivagem padrão e ele pode ir para a rua”, antecipa o agente.

As empresas parceiras do Corpo de Bombeiros e, responsáveis pela reforma, foram Casa dos Vidros, Mika Suspensões e Chapeação e Pintura Scherer, de Arroio do Meio, além da Color Tintas, de Lajeado. O conserto da mecânica e elétrica do automóvel foi pago pela corporação.