Distanciamento controlado

Amvat encaminha recurso para reverter bandeira vermelha

Caso recurso não seja aceito, o presidente da entidade convocará uma reunião para buscar judicialmente o direito da região de permanecer na classificação laranja

Por

Amvat encaminha recurso para reverter bandeira vermelha
Associação encaminhou dados aos Estado no sábado que contestam a classificação. Créditos: Arquivo A Hora
Vale do Taquari

A Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat) encaminhou um ofício ao Comitê de Dados do Sistema de Distanciamento Controlado do Rio Grande do Sul na tentativa de reverter à classificação preliminar de bandeira vermelha da região para o período de 4 a 10 de agosto.

Entre os argumentos, o documento questiona os critérios de avaliação na capacidade hospitalar da região. O ofício cita que o Vale do Taquari está sendo prejudicado por mudanças de regras que tiram peso da capacidade hospitalar e defende que a região disponibilizou, com agilidade, maior capacidade hospitalar eficiente e enfrentou com sucesso surtos em frigoríficos, ILPIs e Presídio Regional.

Conforme o presidente da entidade e prefeito de Imigrante, Celso Kaplan, a região se uniu e com respaldo do prefeito Marcelo Caumo, de Lajeado, e do Diretor Executivo do Hospital Bruno Born (HBB), Cristiano Dickel, foi elaborado um recurso legal com base em critérios alterados pelo estado nesta última rodada do distanciamento. “Os indicadores desta semana foram alterados e não esperávamos por essa mudança. Tenho convicção que vamos reverter”, reforça.

Caso o recurso não seja aceito pelo estado, Kaplan afirma que será convocada uma reunião extraordinária com os prefeitos da Amvat para buscar judicialmente o direito da região de permanecer na classificação laranja. “Todos os argumentos do ofício foram muito bem esclarecidos e devemos ser atendidos”, explica.

Classificação do estado

Conforme o relatório do estado, Lajeado, que estava há 11 rodadas seguidas na laranja, foi a região que registrou piora mais acentuada. Com aumento nos casos de hospitalização por Covid-19 e da ocupação das UTIs, completa a lista da classificação de alto risco.

Regra 0-0

A norma permite que os municípios que não tenham contabilizado internações nem mortes na última semana, mesmo classificadas em bandeira vermelha (alto risco de contágio), tenham as restrições da bandeira laranja.

No Vale do Taquari, 16 municípios podem ter restrições menos severas. São eles: Boqueirão do Leão, Canudos do Vale, Capitão, Colinas, Coqueiro Baixo,Dois Lajeados, Doutor Ricardo, Encantado, Ilópolis, Nova Bréscia, Putinga, Santa Clara do Sul, São Valentim do Sul, Sério, Travesseiro e Westfália.

Confira o documento na íntegra:

Ofício Amvat 01.08.20