Redução de CCs

Vereadores recorrem para anular votação sobre CCs

Vereador concedeu entrevista ao programa Frente e Verso desta sexta-feira

Por

Atualizado sexta-feira,
22 de Maio de 2020 às 11:52

Vereadores recorrem para anular votação sobre CCs
Crédito: Laura Mallmann
Lajeado

Considerado ilegal pelo jurídico da Câmara de Vereadores e ratificado em plenário por 13 votos a 2, o projeto que prevê a redução de 19 CC’s do legislativo municipal foi arquivado. Para explanar sobre o tema, o Vereador Ilvo Salvi (PSDB), um dos proponentes do projeto juntamente com sua colega de partido Mariela Portz, foi entrevistado pelo programa Frente e Verso desta sexta-feira (22).

Salvi reconhece que o artigo 12 do regimento interno da Câmara estabelece que este tipo de projeto é de competência exclusiva da mesa diretora da casa. Assim como acontece nas Assembleias Legislativas e no Congresso Nacional. Porém, o vereador diz que é preciso rever esses regimentos, porque segundo ele, “Nas eleições das mesas, é o cerne da maldade da política brasileira, que começa em Lajeado”, afirma.

Para o vereador, a sessão do dia 19 foi arbitrária, com abuso de autoridade. Segundo ele, o presidente da casa, Lourival Silveira (PP), colocou o projeto em votação sem a devida análise das comissões da Câmara, apenas com o parecer do jurídico.

Ildo Salvi e Mariela Portz entraram hoje com um recurso para que seja anulada a votação da última terça-feira (19). Se não obterem sucesso, o próximo passo será o ajuizamento da questão. (anexo a íntegra do recurso no final da matéria).

Questionado pelo jornalista Rodrigo Martini sobre porque os proponentes não dão o exemplo, cortando um de seus assessores antecipadamente, Salvi reitera que o projeto é para a próxima legislatura, não sendo um projeto demagogo no seu entender.

Confira a íntegra da entrevista:

galeria