Sorriso FM será Rádio A Hora 102.9

Grupo A Hora amplia plataformas

Sorriso FM será Rádio A Hora 102.9

Compra da emissora consolida ainda mais o conceito de grupo de mídia e abre mais um canal de comunicação do A Hora com a sociedade regional

Por

Sorriso FM será Rádio A Hora 102.9
Acordo de compra e venda entre os grupos A Hora e Dial foi firmado nessa quinta-feira, em Novo Hamburgo. Participaram do ato Hilmar, Marta, Daniel e Felipe Kannenberg. O Grupo A Hora esteve representado pelos seus diretores, Adair e Fernando Weiss e Sandro Lucas
Vale do Taquari
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

O Grupo A Hora soma aos seus dois jornais, ao portal de notícias e à série de revistas mais uma plataforma de mídia: um canal de rádio. A Rádio Sorriso FM do Grupo Dial, de Novo Hamburgo, da família Kannenberg, agora pertence ao A Hora.

Detentor de outras cinco emissoras, o grupo dos Kannenberg é tradicional no meio radiofônico gaúcho e atuava no Vale do Taquari com o canal 102.9 há 30 anos. Nos anos 90, a Rádio Sorriso de Estrela chegou a ser líder de audiência entre as emissoras do segmento na região. Desde então, a segmentação e o surgimento de novas rádios dividiram o público ouvinte.

Agora, o Grupo A Hora tem o desafio de recolocar a emissora no auge e – ao lado do jornal A Hora e suas demais plataformas – transformá-la em canal de comunicação influente e ainda mais próxima da comunidade regional.

A venda por parte do Grupo Dial se deu pela distância dos diretores com a região. Os Kannenberg decidiram concentrar foco nas emissoras no Vale dos Sinos e na Serra Gaúcha. “Não conseguimos mais ser o tambor da aldeia e estar envolvidos com a comunidade. Ao mesmo tempo, precisamos concentrar foco na nossa produtora Flor de Lotus e na agência de produção de conteúdo”, explica Hilmar Kannenberg, fundador e presidente do Grupo Dial. Para isso, sustenta, vender a Sorriso foi estratégico para fortalecer os negócios em Novo Hamburgo.

“Estamos felizes com a compra pelo A Hora. Sabemos da seriedade e do trabalho exemplar que este grupo já presta ao Vale do Taquari. Agora amplia sua força com o rádio. É a hora certa”, acrescenta Kannenberg.
Os detalhes da transação não são revelados pelas partes, apenas são comunicados à Anatel e demais órgãos reguladores.

Nova grade de programação

A nova programação deve entrar no ar em março. Nos primeiros 30 dias, serão formatados a grade de programas e o novo estúdio. No segundo mês, junto com a nova programação, mudará o nome de Sorriso FM para Rádio A Hora 102.9.

A proposta é transformar a emissora num misto de jornalismo e entretenimento. As manhãs serão dedicadas ao noticiário e as tardes e noites à música.

Outra decisão é a unificação das equipes de redação. Os 25 profissionais do jornal, da rádio e revistas serão integrados. Será uma nova Central de Jornalismo, separada apenas do departamento de conteúdo para marcas, núcleo que seguirá com equipe distinta, a fim de preservar a independência editorial e manter a divisão saudável entre produção de notícias e departamento comercial.

Haverá mudança também nos estúdios de entrevistas. Com a Portaria número 5.589/SEI, de novembro de 2019, as rádios podem instalar os estúdios em locais diferentes ao dos municípios onde possuem a concessão do canal. Para ampliar o trabalho – inclusive para Estrela –, criar maior sinergia, economia e agilidade, os estúdios da 102.9 serão transferidos para a sede do Grupo A Hora, na Benjamin Constant, no centro de Lajeado. Um link conectará os estúdios com a torre de transmissão, instalada no Morro Roncador, em Estrela, onde permanecerá. De lá, o sinal irradia à região. São mais de 300 metros acima do nível do mar, o que permite um alcance em pelo menos 75 cidades da região e entorno.

Entre os melhores sinais do interior do RS

Com um transmissor de 10 KW de potência, a emissora possui um dos melhores sinais do interior gaúcho. E, com as melhorias em andamento, em breve poderá ser sintonizada com qualidade de frequência num raio de no mínimo100 quilômetros. “O sinal é muito bom. Limpo e de grande raio de alcance. Além disso, neste ano, a 102.9 se habilitou à Classe Especial, e assim se torna a única emissora do interior gaúcho com este diferencial”, reforça Kannenberg.

O foco da programação estará em Lajeado, Estrela, Arroio do Meio, Teutônia e Encantado, e nas suas respectivas microrregiões. São quase 40 cidades no Vale do Taquari e várias fora dela onde se pode sintonizar a 102.9.

O Portal A Hora será a dobradinha permanente da emissora. Com a dinâmica da internet, rádio e portal se complementam para garantir a instantaneidade aos ouvintes e internautas, enquanto os jornais e as revistas impressas pautam seus conteúdos na análise e na profundidade.

Por que a compra

Para Adair Weiss, investir em novas plataformas é um processo natural de qualquer grupo de comunicação em crescimento. O jornal, o portal, o conjunto de publicações do A Hora e, agora, a rádio combinam e criam uma sinergia virtuosa para entregar mais e melhor. Juntos, multiplicam a força e influência para prestar serviços relevantes aos ouvintes, leitores e empreendedores. “Tenho repetido que uma imprensa atuante e profissional contribui para uma região mais forte. E o propósito do A Hora é cumprir este papel importante, complementando o que vários outros bons grupos de comunicação já fazem”.

Com a mudança tecnológica e do hábito das pessoas, a comunicação precisa ser cada vez mais eclética. Quanto mais multiplataforma, maior e mais eficaz é o alcance das notícias. Esta é a opinião do diretor de mercado e estratégia, Fernando Weiss. Para ele, a rádio completa o movimento que A Hora faz ao encontro da comunidade e na busca permanente em entregar conteúdo de valor à sociedade. “Se envolver e prestar serviços cada vez melhores num espectro mais amplo têm movido o Grupo A Hora nos últimos anos. E todos os produtos agregados somam e se espelham na qualidade da produção editorial que nos caracteriza. Em síntese, queremos fazer no rádio o jornalismo e a produção de conteúdo que já fizemos no jornal e no digital”.
A transformação do negócio é uma constante. O diretor de marketing e inovação, Sandro Lucas, salienta que o estúdio de conteúdo para marcas é um exemplo. Começou em 2016. “Quando ninguém acreditava neste tipo de serviços na região, o A Hora iniciava a produção de conteúdo customizado para empresas. Foi na tentativa e no erro que o negócio ganhou forma. Hoje, o Estúdio A Hora já é responsável por quase 15% da receita do Grupo”, comemora. Acredita que a rádio será um gerador estratégico e complementar na prestação de serviços às empresas e à comunidade, inclusive, por meio de podcasts, debates e diferentes possibilidades que a dinâmica do áudio permite em projetos multiplataformas.

Quem fará a rádio

Uma redação integrada – rádio, jornal e portal – atuará no mesmo ambiente. Equipe de 25 profissionais, entre repórteres, jornalistas, apresentadores e comentaristas do Grupo A Hora, trabalha para formatar a nova programação. O jornalismo começará às 5h da manhã e seguirá até as 13h, sucedido por um mix musical com notícias curtas nas tardes e noites. Os sábados e domingos terão programação diferente.

Os novos programas serão anunciados em breve e devem estrear durante o mês de março, quando entra no ar a nova grade de programação.

Volta ao microfone o atual diretor executivo do Grupo A Hora, Adair Weiss, que atuou durante quase 15 anos na Rádio Independente. “Será uma mudança de hábito, outra vez. Lembro com carinho do tempo que trabalhei na Independente, aprendi com excelentes profissionais, pelos quais tenho o maior respeito e admiração, assim como pela emissora. Voltaremos a ser colegas de profissão”, diz Weiss.
Os atuais locutores da Sorriso FM, Jair Predebom, Ricardo Sacks, Jair Müller e demais colaboradores seguem no quadro.

Referência do rádio gaúcho

O presidente do Grupo Dial, Hilmar Kannenberg, 78, é um dos decanos do rádio jornalismo gaúcho. Filho de carpinteiros e casado com Marta, 77, Hilmar é natural de Ati Açu, interior de Sarandi. Iniciou sua história no rádio aos 16 anos, quando foi convidado a participar de um programa em dialeto alemão, numa rádio em Venâncio Aires. “Eu não sabia o que era uma rádio, muito menos um microfone”.

Três anos depois, ingressou no curso de teologia, em São Leopoldo, onde se formou pastor anos mais tarde. Exerceu a função, viajou o mundo intercalando busca por conhecimento na comunicação e na vida religiosa, mas foi no rádio que encontrou sua principal vocação.

Homem influente e respeitado em instituições reguladoras do estado e país, conseguiu concessão de vários canais de FM, de onde nasceu o grupo Dial, em 1993, com sede em Novo Hamburgo, que desde o ano passado investe em novos nichos de negócios, orientados ao conteúdo multiplataforma.