Executivos investem na pavimentação do interior

Notícia

Executivos investem na pavimentação do interior

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

O desenvolvimento no setor primário de Teutônia e Westfália é reflexo dos investi­mentos feitos pelos Executivos, em especial nas pavimentações. Com as estradas reformadas, o escoamento das produções au­menta e os produtores investem na ampliação das propriedades – ao contrário de outras cidades do Vale, como Forquetinha, Cruzeiro do Sul e Santa Clara do Sul.

O pecuarista Rafael Dickel, 29, de Westfália, confirma o bene­fício. Em dias de chuva, alguns caminhões atolavam na estrada geral da Linha Frank, que liga o município a Poço das Antas, por ser estrada de chão. Depois da aplicação do asfalto, o tráfego de veículos pesados aumentou, mas Dickel não sabe estimar quanto.

O produtor estuda ampliar a produção nos 10 hectares. Hoje, ele vende, em média, 3,6 mil su­ínos e dois mil litros de leite à cooperativa Languiru.

Situação semelhante ocorre em Teutônia. A administração muni­cipal recomeçou o asfaltamento da Linha do Ribeiro, em 1,7 qui­lômetro, ligando a comunidade à Linha Winck, de Estrela.

O produtor de milho, Ernani João Schwingel, 54, acredita que a pavimentação facilitará o es­coamento da produção. Ele cita como exemplo a pavimentação da primeira parte da estrada da comunidade, em um trecho de cerca de um quilômetro, pró­ximo da RSC-453 (Rota do Sol). Implantada há 14 anos, o tráfe­go de caminhões intensificou e contribuiu para o aumento da produtividade.

O reflexo do investimento é sentido pela Languiru, de Teutô­nia. O gerente técnico da coope­rativa, Francisco Abrahão conta que a pavimentação possibilita ao caminhoneiro fazer as rotas em menos tempo e o produto chega com mais qualidade.

Com o asfalto, os caminhões chegam sem barro e não in­fluenciam na pesagem do leite. A empresa recebe dia­riamente, em média, 28 cami­nhões de leite.

Trabalho em Conjunto

Os dois Executivos apon­tam a economia no orça­mento, o financiamento com a Caixa Econômica Estadual (CaixaRS), os con­vênios com os governos es­tadual e federal e a busca de emendas parlamenta­res como principais fatores para o investimento.

Para o prefeito em exer­cício de Westfália, Otávio Landmeier, esta é uma ma­neira de estimular a conti­nuidade das propriedades rurais. No município, cerca de 60% da população tra­balha nos campos. Nestes três anos de mandato, fo­ram investidos R$ 2,95 mi­lhões em asfaltamentos, a maioria nas comunidades do interior.a

Landmeier projeta, para 2012, a aplicação de R$ 550 mil nas pavimentações das linhas Paisandu Alta e Paisandu. Os recursos serão de emendas parlamentares federais. Serão pavimenta­dos trechos das linhas Sch­midt, Malke e Bismarcke. O investimento não foi divul­gado.

O mesmo ocorre em Teu­tônia. Dos R$ 11,39 mi­lhões destinados para as pavimentações, R$ 3,48 mi­lhões foram para as estra­das Velha – ligando Teutô­nia a Westfália –, de Posses e Linha do Ribeiro. No total, foram aplicados asfaltos em 5,3 quilômetros no interior do município