Pella Bethânia planta 130 ipês no aniversário

TEUTÔNIA

Pella Bethânia planta 130 ipês no aniversário

As mudas foram doadas pela cooperativa Certel e plantadas ao longo da avenida interna da instituição, que completou 130 nesse sábado, 19

Por

Pella Bethânia planta 130 ipês no aniversário
Residentes e colaboradores participaram da atividade. Crédito: Édson Luís Schaeffer/Divulgação
Teutônia
Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

A Associação Beneficente Pella Bethânia comemorou no sábado, 19, 130 anos de história. É a instituição filantrópica de longa permanência mais antiga do Brasil. Para marcar a data, a entidade reuniu colaboradores e residentes para uma ação especial: o plantio de 130 ipês-roxos.

As mudas foram plantadas ao longo da avenida interna, que interliga a Estrada TK-30 às edificações da Pella Bethânia. Conforme a diretoria da instituição, os ipês foram escolhidos devido às suas cores intensas, que representam vida e alegria. Além disso, para os organizadores, o acolhimento é outro significado que pode ser atribuído ao ipê, com flores que passam a sensação de aconchego.

As mudas foram doadas pela cooperativa Certel, de Teutônia. Para o coordenador geral da Pella Bethânia, Dério Milke, a instituição e a Certel têm muito em comum. “É o associativismo unindo forças e fazendo a diferença nas comunidades em que atua. Por isso, o nosso agradecimento à Certel por apoiar a nossa ação”, destaca.

Milke também enfatizou que cada um dos participantes, ao plantar uma muda, se torna parte da história da Pella Bethânia. “Não é qualquer instituição que chega aos 130 anos e vocês são parte deste capítulo importante”.

Após o plantio, houve um almoço festivo entre colaboradores e residentes, nos lares Emaús e Samaria. Na ocasião, também teve o “Parabéns a você”, bolo e confraternização entre os presentes.

Ações de sustentabilidade

De acordo com a diretoria, o plantio dos 130 ipês também vai ao encontro dos propósitos da sustentabilidade adotados na Pella Bethânia. A preservação das margens do Rio Taquari foi uma das primeiras ações desenvolvidas, para oportunizar a volta da flora e fauna nativas.

No início do ano, a Pella Bethânia passou a produzir a sua própria energia elétrica por meio de duas usinas fotovoltaicas. Com capacidade de atender até 95% da demanda da instituição, as usinas geram uma economia mensal de R$ 5,5 mil. No total, são 276 painéis fotovoltaicos.

Acompanhe
nossas
redes sociais