Sequelas são maiores ao esconder abuso sexual, diz psicanalista

SAÚDE EM PAUTA

Sequelas são maiores ao esconder abuso sexual, diz psicanalista

O mesmo ocorre quando a vítima revela o fato à família, mas seus parentes mantém o assunto em sigilo, analisa Mariana Huber

Por

Sequelas são maiores ao esconder abuso sexual, diz psicanalista
Mariana Huber, psicanalista (Foto: Deivid Tirp)
Lajeado
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

O quadro Saúde em Pauta desta terça-feira, 19, aborda os transtornos e sequelas causados pelo abuso sexual. Na vida adulta, a criança que foi abusada tende a desenvolver várias sequelas como dificuldades na vida afetiva e sexual, desenvolvimento de disfunções sexuais, ideação suicida, dificuldade na vida parental, síndrome do pânico, ansiedade, depressão e isolamento social. De acordo com a psicanalista Mariana Huber, as sequelas psicológicas tendem a ser maiores quando o fato é escondido. O mesmo ocorre quando a vítima revela o abuso à família, mas seus parentes mantém o assunto em sigilo.

LEIA TAMBÉM: “Vibrações” de eletrônicos e de pessoas podem interferir no condicionamento físico, diz especialista em naturopatia

O quadro Saúde em Pauta vai ao ar às terças-feiras, a partir do meio-dia, dentro do programa O Vale em Pauta, da Rádio A Hora 102.9, com apresentação do radialista Fabiano Conte.

Ouça o quadro na íntegra


Acompanhe nossas redes sociais: WhatsAppInstagram / Facebook