Há 20 anos, morria o ex-prefeito Dalton Stumpf

Opinião

Raica Franz Weiss

Raica Franz Weiss

Há 20 anos, morria o ex-prefeito Dalton Stumpf

Por

Vale do Taquari
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Era notícia a morte do ex-prefeito de Lajeado, Dalton de Bem Stumpf, aos 87 anos, vítima de câncer. Stumpf era advogado por formação e governou o município entre 1964 e 1969.

Em 1967, um tufão destruiu a rede telefônica de Lajeado, e Stumpf foi fundamental para instalar a telefonia automática na cidade. Conforme relato da época, o maior desafio da gestão dele no Executivo foi administrar a manutenção dos mais de 2,5 mil quilômetros de estradas.


STR em Lajeado

O novo espaço do Supermercado STR era inaugurado em Lajeado, com um investimento de R$ 1,5 milhão. Junto da inauguração, celebrava-se o 11º aniversário do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), fundado em 5 de julho de 1991.

Na época, foram listados os dez produtos mais vendidos no supermercado. O primeiro lugar ficava com o papel higiênico Nice, e o décimo, com o tomate.

Crédito: Arquivo Municipal e Lajeado/O Informativo


Título nacional

Cinco atletas lajeadenses integravam a Seleção Gaúcha de Basquete Juvenil, que se classificava para a Divisão Especial da modalidade no Brasil.

A equipe era a campeã da Primeira Divisão e disputaria o campeonato nacional dentro de alguns meses, com “as equipes da elite do basquete brasileiro”. Faziam parte do time os atletas: Gustavo Lavisch, Gustavo Zwirtes, Leandro Eckhardt, Ricardo Meili e Vitor Hugo Vanzin.


Enquanto isso…

• Spirit, o Corsel Indomável – Veiculava na Folha de São Paulo uma entrevista com o roteirista do desenho animado “Spirit, o Corsel Indomável”, que estreiava naquela semana. O autor do longa-metragem era Jeffrey Katzenberg, o mesmo do premiado “Shrek”.

• Patrimônio histórico – Na mesma edição, a Folha de São Paulo noticiava a deterioração da biblioteca da primeira Faculdade de Medicina no Brasil. Cerca de 180 mil livros dos séculos 17, 18 e 19 encontravam-se em estado irrecuperável, após as inúmeras infiltrações ocasionadas pela infraestrutura precária.


Há 50 anos

No embalo do sonho multimodal

O prefeito Bertholdo Gausmann, de Estrela, anunciava a ideia de criar um Conselho Comunitário para o Desenvolvimento. Conforme nota publicada no Jornal Nova Geração, a expectativa era que, dentro de alguns anos, mais de oito mil pessoas viessem para Estrela.

O atrativo era o desenvolvimento “rodo-ferro-hidroviário”, com a construção do Porto de Estrela, concluído cinco anos depois, em 1977. “Nova indústrias e novos estabelecimentos comerciais deverão estabelecer-se nesta nova cidade”.

Inicialmente, a ideia era que o Conselho Comunitário fixasse sua atenção para resolver o problema habitacional e a falta de hotéis. Na época, o administrativo estava em contato com o Banco Nacional da Habitação (BNH) para financiamento na construção de moradias.

O Porto de Estrela em construção. Crédito: Acervo/Airton Engster


Reunião Comtur

Era decidido, em reunião do Conselho Municipal de Turismo (Comtur), que Lajeado teria uma Zona dos Estados. Vinte ruas, das Vilas Piraí e Bela Vista, receberiam nomes de estados brasileiros. Hoje, algumas dessas ruas ainda mantêm a nomenclatura, no bairro São Cristóvão, no entorno da Av. Alberto Pasqualini.


Enquanto isso…

• Unificação das Coreias – Era noticiada a declaração das Coreias do Sul e Norte sobre a possível unificação da Península Coreana. Ambos os governos estabeleciam, a partir de então, uma linha de comunicação direta entre as capitais. Aquele era o primeiro grande contato entre os países após a Guerra da Coreia, na década de 1950.

• Ingrid Guimarães – Nascia, em Goiânia, a atriz brasileira Ingrid Guimarães. Entre seus principais trabalhos, a trilogia “De Pernas pro Ar”.


Acompanhe nossas redes sociais: WhatsAppInstagram / Facebook