Turismo e segurança

Opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Turismo e segurança

Por

Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

O turismo na região segue em amplo desenvolvimento e a consolidação do Vale do Taquari como polo de visitação no Estado é uma questão de tempo. Mas, e para que possamos manter um equilíbrio e a necessária sustentabilidade dos espaços, é preciso investir em segurança. Escrevo isso para contextualizar alguns fatos que envolvem dois pontos turísticos emblemáticos para os nossos pagos: a barragem, em Bom Retiro do Sul, e o Viaduto 13, em Vespasiano Corrêa. Ambos os locais foram criados para outros fins e carecem, sim, de uma melhor infraestrutura para receber turistas.

A eclusa é o principal ponto turístico de Bom Retiro do Sul. O Natal nas Águas, um dos eventos mais marcantes do município, é realizado naquele entorno. Não por menos, o governo municipal encaminha projeto ao Dnit para reforçar a segurança e criar barreiras entre a água e os turistas. É uma exigência federal, mas que já deveria estar na pauta dos mantenedores do espaço. Da mesma forma, o Viaduto 13 não foi construído para receber turistas sobre os trilhos, dividindo o espaço com os trens de carga ou de passageiros. E, assim como a barragem, o popular V-13 também precisa de um olhar mais responsável por parte dos gestores.


“Estrelas do Conhecimento”

A cidade de Estrela está representada no maior congresso de educação e tecnologia da América Latina. A Bett Educar 2022 ocorre de 10 a 13 de maio, no Transamerica Expo Center, em São Paulo, e reúne mais de 270 empresas nacionais e internacionais, mais de 20 startups do setor e cerca de 30 mil participantes da comunidade educacional de todos os estados brasileiros. O propósito é buscar inspiração, debater o futuro do setor e o papel da inovação nas salas de aula. E o Vale do Taquari é representado pela comitiva estrelense formada pela Secretária de Educação (Smed), Elisângela Mendes, o Coordenador de Projetos Tecnológicos, Paulo Sehn, e a Coordenadora Pedagógica da Smed, Débora Zorzan.