Acordem, vereadores de Encantado

Opinião

Fernando Weiss

Fernando Weiss

Diretor de Mercado e Estratégia do Grupo A Hora

Coluna aborda política e cotidiano sob um olhar crítico e abrangente

Acordem, vereadores de Encantado

Por

Vale do Taquari
CRON - Novembro Azul - Lateral vertical - Final vertical

A vereadora Andressa de Souza, que também é a presidente do parlamento municipal de Encantado, passa vergonha ao tentar justificar o injustificável. Ela, junto com uma assessora e outros dois vereadores, foram a Brasília durante três dias e custaram a bagatela de R$ 31 mil entre diárias, passagens aéras e deslocamentos terrestres. Tudo isso custeado com o dinheiro dos pagadores de impostos. Para piorar, postaram fotos nas redes sociais de um happy hour regado a espumante em um refinado restaurante da capital federal.No mínimo, insensatez e descompromisso com o dinheiro público.

Já passou da hora dos vereadores da Cidade do Cristo Protetor (que faz vaquinha e campanha para arrecadar dinheiro suficiente para erguer a obra) acabarem com a farra das diárias. Basta.
O município paga hoje R$ 940 por dia para o vereador ficar em Brasília, sem qualquer compromisso de prestar contas onde e quando usou o dinheiro. É uma sangria que precisa ser fechada. E logo. A vereadora Andressa, em vez de tentar justificar os gastos (“viajar de avião é perigoso”; “ir a Brasília não é bem assim”, ou “estamos no nosso direito”), deveria propor aos demais colegas rever a lei e acabar com a gastança. Simples: tira o valor fixo, estabelece um teto e reembolsa mediante apresentação de nota. Tem exemplos aqui na região onde funciona assim e o custo com as famigeradas diárias é bem menor.


Projeto do comércio aos domingos

Tudo indica que o projeto que permite o comércio de Lajeado funcionar em qualquer dia da semana deve ser votado na próxima semana. A tendência é a matéria ser aprovada, inclusive com voto favorável de vereadores da oposição, que não conseguem mais sustentar com argumentos plausíveis a rejeição da matéria. Já passou da hora de resolver esse impasse.


A força do cooperativismo do Vale

As cooperativas da região atuam no ramo agropecuário, crédito, infraestrutura, saúde e transporte.

A reunião almoço realizada pela Associação Comercial e Industrial de Lajeado, na última quinta-feira, foi mais um demonstrativo da relevância do cooperativismo regional. A palestra de Vergílio Perius, presidente do Sescoop reuniu empresários e representantes de boa parte das cooperativas do Vale do Taquari.

E os números falam por conta: as 17 cooperativas instaladas na região empregam cerca de 8 mil funcionários além de reunir perto de 400 mil associados. Vejamos: o número de associados é maior do que a população total da região. Não é por menos que somos a terra do cooperativismo.


Nova Júlio de Castilhos

A principal rua comercial de Lajeado e região será remodelada. O município contratou empresa que está fazendo o projeto. Mais espaço para calçadas, arborização e ambientes que estimulem o convívio pessoal estão entre os pré-requisitos da Seplan. Vamos aguardar.


A Casa do Morro de volta

Nenhum outro presente de aniversário seria tão simbólico para Cruzeiro do Sul quanto a reabertura da Casa do Morro. Quem conhece o local sabe o que representa para uma cidade um espaço como aqueles.

Lamentavelmente, o espaço estava fechado desde 2003, ou seja, quase 20 anos. Um dos grandes patrimônios culturais e turísticos da região reabre na próxima segunda-feira, dia do 57º aniversário do município. E o investimento público para reabrir a casa não passa dos R$ 300 mil. É ínfimo diante da representatividade e do potencial que o local quem em termos de exploração turística.

O prefeito João Dullius prometeu a reconstrução do espaço durante a campanha eleitoral. Assumiu o governo e menos de um ano depois cumpre a promessa. Para coroar este momento importante na história do município e também para o turismo regional, o Grupo A Hora abre espaço especial em seus canais de comunicação. Hoje, com reportagem especial sobre a Casa do Morro no jornal, e segunda-feira, com programação da rádio A Hora direto do local, com o programa Frente e Verso ao vivo da Casa do Morro.