Acolhimento familiar

Opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Acolhimento familiar

Por

Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

O promotor de justiça Sérgio Diefenbach é o porto voz da modalidade “acolhimento familiar” no Vale do Taquari. Ontem, o agente do Ministério Público da Comarca de Lajeado concedeu mais uma lúcida, sensível e esclarecedora entrevista ao programa Frente e Verso. A íntegra do áudio está disponível no site do Grupo A Hora. E vale muito a pena ouvir, mesmo. Ele divulga detalhes deste importante movimento que surge como uma alternativa a mais para o abrigo de menores de idade em situação de vulnerabilidade, e que ainda precisa ser descoberto pelos prefeitos.


Acolhimento familiar II

Sensibilizar gestores e demais agentes públicos, criar e capacitar equipes técnicas, articular toda uma rede de proteção multidisciplinar e, por fim, garantir recursos públicos para o suporte às famílias acolhedoras são os principais desafios a serem vencidos. O modelo já replicado com sucesso em pequenas, médias e grandes cidades do estado é uma ferramenta ágil, econômica e humana para ampliar o número de crianças e adolescentes protegidas contra as mais diversas adversidades apresentadas pelo mundo real.


Acolhimento familiar III

O “acolhimento familiar” funciona como um abrigo temporário, e surge como uma alternativa sadia que precede, ou não, um futuro processo de adoção. Em um lar, a perspectiva é de uma acolhida ainda mais humana, reforço. E uma das inevitáveis consequências é a multiplicação natural da solidariedade, da empatia, do amor e do carinho entre acolhidos e acolhedores. Por ora, o modelo não é aplicado no Vale do Taquari. Para tal, é preciso a criação de uma lei municipal e garantir suporte financeiro suficiente para um bom serviço.


Acolhimento familiar IV

Vale lembrar que o município de Lajeado, por exemplo, possui ao menos dois bons exemplos de abrigos institucionais: a Saidan, e o Trezentos de Gidion. No entanto, a proposta do “acolhimento familiar” não surge como uma “concorrência” ao modelo mais tradicional. A ideia é ampliar a rede de proteção, com a aplicação de um modelo mais contemporâneo. Mas é importante deixar cristalina a importância de toda a rede, de todos os abrigos e equipes multidisciplinares que já realizam um belo e exaustivo trabalho.


Histórias lúdicas

Em Estrela, a Secretaria de Educação lança o livro “Era uma vez Nossa Estrela”. Uma obra lúdica que conta a história do município, assinada pela escritora Léia Cassol. O lançamento ocorre na próxima segunda-feira, às 20h, na véspera do Dia das Crianças. Em Lajeado, os vereadores Alex Schmitt (PP) e Deolí Graff (PP) trabalham em conjunto com a Secretaria de Educação para implantar o projeto “Era Uma Vez”, que consiste na criação de um livro infanto-juvenil com a história da cidade.


PSB em Teutônia

A nova diretoria do Partido Socialista Brasileiro (PSB) de Teutônia será escolhida neste sábado, às 9h, durante encontro de correligionários na Câmara de Vereadores.


Público no plenário

A média de público nas sessões plenárias da Câmara de Lajeado era baixa, eu sei. Mas, a nossa frágil democracia carece desse “olho no olho”, e, com o avançar da vacinação e a tranquilidade nos ambientes hospitalares, nada mais impede que o público em geral retorne para a “casa do povo”. Hoje, sem um decreto confirmando a liberação, a presença pode sofrer distinções e ser definida no grito.


McDonalds´s e o trânsito

O Departamento de Trânsito de Lajeado ainda não possui uma resposta, proposta ou ação para melhorar o fluxo de veículos em frente ao McDonald´s. O entroncamento entre a Av. Alberto Pasqualini e a Rua General Mallet já era confuso em função da conversão à esquerda para quem trafega no sentido bairro-centro, logo após o trevo da BR-386. Com a saída do drive-thru da rede mundial de fast food localizada erroneamente entre os semáforos, o perigo é dobrado. E faz tempo. Aliás, com tantas amarras aos empreendedores por parte do poder público, o fato chama a atenção.


Miss em Estrela

Suellyn Schaefer, a nova Miss Universo Rio Grande do Sul, visitou novamente a cidade de Estrela. O encontro realizado nessa quarta-feira, no Estrela Palace Hotel, é mais um capítulo do protagonismo conquistado pelo governo estrelense junto ao Estado. E a utilização da cidade como palco principal da competição será eternamente lembrada.