Gosto se discute?

opinião

Amanda Cantú

Amanda Cantú

Jornalista

Colunista do caderno Você

Gosto se discute?

Por

Se você se identifica como mulher, quero que pare e pense um pouco sobre a sua infância. Em algum momento, alguém tentou lhe ensinar a gostar da cor rosa. E de bonecas, ou qualquer brincadeira que reproduzisse tarefas domésticas, como cozinhar.

Mais tarde, durante a adolescência, te ensinaram a gostar de um corpo magro, cabelo longo e liso, provavelmente loiro. Te disseram que o certo, uma vez que você é uma menina, é gostar de meninos.

Te ensinaram a gostar de basicamente tudo o que você gosta, e, ainda assim, você acha que gosto não deve ser discutido?

A ideia de falar sobre este assunto veio de um vídeo postado pela  jornalista e ativista Alexandra Gurgel no seu perfil no Instragram, o @alexandrismos. (Inclusive, uma ótima dica para quem quer aprender mais sobre Body Positive e sobre o Movimento Corpo Livre).

Desde pequenos, fomos todos ensinados a gostar das mesmas coisas. Nos ensinaram que existe um padrão, uma caixinha de características físicas e comportamentos considerados corretos ou bonitos. Esta caixinha nos foi imposta com a desculpa de “este é o seu gosto”.

Depois, fomos bombardeados com as mesmas imagens desde sempre. Os mesmos corpos, os mesmos comportamentos. Nas redes sociais, nas revistas, na televisão, no cinema, na publicidade.

Foi essa caixinha que te ensinou a não gostar do seu corpo, da sua pele ou do seu cabelo. Fez você muitas vezes prejudicar sua saúde tentando se encaixar em padrões irreais. Ou então te fez demorar a entender, aceitar ou a ter coragem de expor o seu gênero ou a sua sexualidade, uma vez que sociedade não gosta quando não aceitamos a caixinha, quando gostamos de coisas diferentes.

Por isso, gosto se discute, sim!

Pensar e debater sobre o que consideramos certo ou belo é fundamental para entendermos que o gosto é uma construção social. Só assim é possível começar desconstruir e se libertar dos padrões, e, desta forma, entender o que você realmente gosta ou o que você realmente é.