opinião

Albano Mayer

Albano Mayer

Consultor executivo e articulador do Pro_Move Lajeado

Assuntos e temas do cotidiano

A liderança e o novo normal

Por

Segundo Joel Barker, líder é alguém que decidimos seguir até um lugar onde não iríamos sozinhos. Esta expressão retrata, de forma muito clara, a importância da liderança neste momento que vivemos, mas principalmente no momento que viveremos.

As incertezas vividas colocaram à prova várias habilidades da liderança: estar centrado no seu propósito, saber conduzir de forma harmônica a sua equipe, ter uma ampla capacidade de resolver problemas, ter tenacidade na condução dos seus projetos e entender que não precisamos estar certos são algumas dessas diversas habilidades.

Muitos membros de equipe estiveram sem alguém para seguir, sem um lugar certo para ir, sem um norte definido, sem uma tomada de decisão adequada durante esta nossa nova realidade. Alguns líderes basearam as suas decisões na equivocada ciência do acho, a “ACHOLOGIA”, ao invés de partirem de um dos grandes princípios básicos da gestão, que diz que as decisões devem ser baseadas em fatos e dados.

Para liderar, precisamos ter tolerância e entender que as pessoas evoluem constantemente. Com base neste entendimento, acredito que nossos líderes também possam ampliar os seus conhecimentos e habilidades e consequentemente evoluir, mas é claro que isso requer uma grande dose de motivação pessoal. Entendo que o tempo das organizações é exíguo, mas o nosso tempo de desenvolvimento é de toda a vida, somos talhados pelas nossas experiências e vamos nos transformando constantemente em líderes ou pessoas melhores.

Algumas pessoas podem classificar esta minha visão como utopia, mas, como educador, tenho esperança no constante desenvolvimento pessoal. Os líderes precisam se enxergar como educadores: com a grande tarefa de desenvolver pessoas e consequentemente melhores profissionais, costumo atribuir ao líder a grande tarefa de transformar pelo seu exemplo.

Mas não classifiquemos este movimento de transformação como fácil, pois, como toda a mudança de hábito, requer um excepcional empenho. Neste momento em que muitas coisas estão se transformando, em que muitos novos paradigmas estão sendo criados, que tal nos desafiarmos a ampliar as nossas metas de auto-desenvolvimento, nos tornando novos líderes em um novo normal, em um novo momento?
Transformemo-nos!