Alerta e inspiração

“Nasci de novo”, desabafa empresário após 59 dias na UTI covid

Orlando Kaeffer e o médico coordenador da UTI do HBB compartilham os desafios para vencer a doença

Por

“Nasci de novo”, desabafa empresário após 59 dias na UTI covid
Paciente e médico compartilharam os momentos de tensão entre a internação na UTI e a alta hospitalar. Créditos: Laura Mallmann
Lajeado

Após 59 dias internado em estado crítico na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Bruno Born para tratar a covid-19, Orlando Kaeffer, de 55 anos, está tratando as sequelas da doença. Ele e o médico coordenador da UTI do HBB, Fábio Fernandes Cardoso, participaram do programa Frente e Verso, desta quinta-feira, para compartilhar os desafios para vencer a doença.

Kaeffer comemora com a frase: “Estou vivo”. Sua satisfação foi o retorno para casa e poder rever sua família. “Quando eu sai da UTI, ainda não tinha noção do que estava acontecendo. De repente acordei e perguntei que dia é hoje, onde eu estou para a enfermeira”, relembra.

Devido aos medicamentos, Kaeffer tem apenas lapsos de memória do que se passava nos dias internados. “Depois que me situei do período, no mês que estávamos, só comemorei por estar vivo. Nasci de novo”, desabafa.

Tratamento

Conforme Cardoso, o tratamento de Kaeffer é sinônimo de superação. “O determinante para ele estar vivo hoje é a garra. Acredito que foi um dos pacientes em situação mais grave que passou pelo hospital e conseguiu se recuperar”, relata.

Durante os quase dois meses na UTI, Kaeffer passou mais de 40 dias com ventilação mecânica. Entre as complicações, ele teve infecções, perda de função renal e de massa muscular, além de realizar sessões de hemodiálise. Foram cerca de 70 dias entre a internação na UTI e a alta hospitalar.

A média de tratamentos de covid-19 na UTI, conforme Cardoso, é de 15 dias na ventilação mecânica. “E este período já é considerado longo. A partir deste período, podem ocorrer diversas complicações”, relata.

Pós-UTI

O médico esclarece que após a saída do hospital, Kaeffer passa por diversos processos de recuperação. “No caso específico dele, está realizando fisioterapia para recuperar a força. Tem o acompanhamento de uma fonoaudióloga, por conta da ventilação mecânica que pode afetar a voz, e assistência nutricional para se recuperar”, explica.

Confira a entrevista na íntegra: