opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Um estigma social atinge o Vale

Por

Vale do Taquari

Será difícil apagar essa mancha vermelha imposta indiretamente pelo Governo do Estado. A classificação do Vale do Taquari como a única região de alto risco no Rio Grande do Sul já causa sérios danos à imagem do Vale dos Alimentos. Pelo Estado e Brasil afora, o nome da nossa principal cidade já ecoa injustamente como um dos principais maus exemplos deste doloroso e confuso combate ao novo coronavírus. E agora? Como faremos para apagar esse estigma após o turbilhão da Covid-19?

Não será fácil. Empresários da região relatam extrema preocupação com a imagem de Lajeado, que também é reconhecida como uma das cidades-polos do comércio varejista do Estado. E tal reconhecimento não nasceu da noite para o dia. Pelo contrário. Foram anos de trabalho coletivo para emplacar o Vale do Taquari na vitrine comercial do sul do país. Hoje, porém, é forte o temor de que tudo isso possa descer água abaixo com essa pandemia. No nosso Brasil de céu anil, todos sabem, basta uma notícia ruim para depenar toda uma boa reputação.

Não será fácil, reforço. O período pós-pandemia será ainda mais competitivo e duro para empreendedores e trabalhadores em geral. Será preciso atrair novas empresas, criar novos negócios, inovar na qualificação dos nossos serviços e atrair mão de obra qualificada e novos estudantes e pesquisadores. Tudo isso sob o injusto estigma de uma cidade “contaminada”, ou de uma cidade “irresponsável”, que “não soube fazer o tema de casa” e evitar a propagação desse famigerado vírus.

Empresários da região relatam extrema preocupação com a imagem de Lajeado”

Não será fácil. O cenário mais pessimista também prevê sérios danos aos produtos e serviços genuinamente locais e vendidos mundo afora. Um reconhecido empresário lajeadense alerta. “Vão ‘matar’ Lajeado. Não dá mais para dizer que somos da cidade. Já nos olham como se fôssemos doentes. Logo, logo os produtos do Vale do Taquari serão discriminados nas gôndolas dos supermercados. Isso vai ficar muito feio”. É um alerta, reforço, caso as informações sobre a nossa região permaneçam estritamente negativas.

Diante disso, é de suma importância que o Vale do Taquari se posicione fortemente contra esse estigma mal explicado. Afinal, somos uma das regiões que mais investiu em testes para detectar possíveis infectados pela Covid-19. Somos uma das regiões que mais investiu e garantiu novos leitos de UTI para tratamento do novo coronavírus, e onde as instituições se mostraram proativas no combate à pandemia, tanto no âmbito político, civil ou judicial. E essas verdades precisam constar na contestável balança escolhida pelo Governador.


“Elementar, meu caro Watson!”

O famoso detetive Sherlock Holmes nunca existiu, exceto nas histórias criadas pelo escritor britânico Sir Arthur Conan Doyle. O personagem se tornou um mito na Inglaterra, e posteriormente no mundo todo. E em suas aparições, um jargão ficou mundialmente conhecido: “Elementar, meu caro Watson”. Trata-se da icônica frase dita por Holmes ao seu colega Dr. Watson, depois de resolvido outro caso complicado.

Pois bem, em Santa Cruz do Sul, o MP denunciou o vereador André Francisco Scheibler (SD) e pediu afastamento do cargo, o que foi acatado pela Justiça. Conforme a denúncia, ele utilizava veículos públicos em obra pertencente ao filho, e também exigia parte dos salários de seus assessores parlamentares. Ainda de acordo com o MP, o vereador mantinha dois assessores parlamentares “sem qualquer controle de horário e de efetivo trabalho prestado”.


Mensalidades

O Diretório Central de Estudantes (DCE) da Univates protagoniza um abaixo-assinado para solicitar a redução das mensalidades na Universidade do Vale do Taquari. A meta dos organizadores é atingir três mil assinaturas. Por outro lado, membros da reitoria já reafirmaram eventual contrariedade com uma redução linear dos valores.


Gastos em Estrela

A Câmara de Vereadores de Estrela aprovou a criação de uma Comissão Especial para avaliar contratos firmados para combater o novo coronavírus. A iniciativa do vereador e presidente do Legislativo João Braun (PP) busca verificar a origem e o destino dos recursos disponibilizados pela União, bem como os detalhes de todas as dispensas de licitação. Aguardemos!


Secretaria de Inovação

A Câmara de Vereadores de Encantado pode vetar o projeto de lei do Executivo para criação de uma Secretária l de Ciência Tecnologia e Inovação. Opositores questionam a origem da matéria. Para alguns, o texto encaminhado ao Legislativo é cópia de lei aprovada em Pato Branco (PR). Em razão disso, e da pandemia, a proposta tende a ser rejeitada em plenário.


A dor sem Seguro

A decisão judicial que suspendeu o frigorífico da BRF, em Lajeado, é de difícil digestão. No verão de 2014, entrevistei produtores que perderam milhares de frangos em função da queda de energia e consequente calor nos aviários (foto). Naquele momento, lembro o sentimento de inoperância perante a desgraça, e o sofrimento compartilhado com familiares e vizinhos dos homens do campo. É difícil pensar que eles podem passar pelo mesmo pesadelo em breve. E é duro de compreender a falta de um “Seguro” para um eventual prejuízo.