Desco de Encantado deve reabrir até 20 de junho

ENTREVISTA | A HORA BOM DIA

Desco de Encantado deve reabrir até 20 de junho

Reabertura é uma forma de garantir a geração de emprego para mais de 80 colaboradores movimentando a economia da cidade e região

Por

Atualizado terça-feira,
28 de Maio de 2024 às 11:12

Desco de Encantado deve reabrir até 20 de junho
Foto: Matheus Laste
Encantado

O Desco Atacado, localizado às margens da rodovia ERS-129, no bairro Santo Antão, em Encantado, inaugurou em junho do ano passado a ampliação da loja, aumentando sua área de vendas em 40%, investindo na climatização geral, além de mais itens distribuídos em mercearia, higiene e limpeza, perecíveis e bazar.  

Em setembro, o Grupo Imec viveu uma das piores experiências em toda a sua trajetória de 69 anos. A enchente, na época, considerada uma das maiores e mais devastadora de toda a história do Vale do Taquari, invadiu a unidade fazendo com que fechasse suas portas por duas semanas, além de inúmeros prejuízos com mercadorias, e colaboradores afetados. 

De lá para cá, foram quatro enchentes. A última, com mais de 4 metros de água invadindo as estruturas. Conforme o diretor presidente do Grupo Imec, Eneo Karkuchinski, desta vez, a logística impossibilitou chegar em Encantado para salvar equipamentos e mercadorias, resultando em grande perda. 

Com prejuízos maiores, nível da água alcançando locais e alturas não imagináveis, após os trabalhos de reconstrução do espaço, a loja do Desco Atacado, de Encantado, deve reabrir até o dia 20 de junho. “Essa é uma expectativa nossa de que a loja esteja reaberta com todos os produtos e funcionando normalmente em junho”, descreve Karkuchinski. 

Sabendo da importância dos serviços essenciais e seus impactos sociais e econômicos, a reabertura é uma forma de garantir a geração de emprego e renda na cidade e região. “São 80 colaboradores e sabemos o papel que exercemos na comunidade para abastecer a região e essa loja do Desco, em Encantado, é uma loja muito querida pela comunidade e queremos o quanto antes reerguer e reinaugurar”. 

Acompanhe a entrevista na íntegra

Acompanhe
nossas
redes sociais