Até oito empresas procuram Teutônia por dia para se instalar

CONSEQUÊNCIAS DA ENCHENTE

Até oito empresas procuram Teutônia por dia para se instalar

Número cresce desde a última cheia. Prefeito Celso Forneck (PDT) afirma que Executivo não tem a intenção de tirar empresa de cidades da região

Por

Até oito empresas procuram Teutônia por dia para se instalar
Celso Forneck, prefeito de Teutônia (Foto: Pedro Rodrigues)
Teutônia
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Entre cinco e oito empresas entram em contato com a Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo de Teutônia para pedir informações relacionadas a instalação diariamente. Número vem crescendo desde a baixa da água nas regiões atingidas pelas cheias. Entretanto, o prefeito do município, Celso Forneck (PDT) afirma que o executivo não irá até ninguém, oferecer propostas. “Não vamos tirar empresa de nenhuma cidade, mas se elas nos procurarem estamos aptos a receber.”

Pensando em oferecer mão de obra qualificada, o governo municipal adiantou o início das inscrições para cursos do RS Qualificação. Cursos profissionalizantes, que atendem as demandas das companhias. A matrícula deve ser realizada no CRAS, ao CREAS ou à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, portando documento de identificação e carteira de trabalho física ou digital. As vagas são direcionadas a teutonienses desempregados, estagiários ou aposentados. 

Desde o início de maio, 48 novas famílias, com diferentes tamanhos, transferiram os cartões SUS (Sistema Único de Saúde), para o município de Teutônia em específico pelo motivo da enchente. Além da saúde, a área educacional também sente as mudanças. Em torno de 50 novas crianças foram matriculadas na educação fundamental e outros 15 na educação infantil, além da fila de espera menciona o secretário da saúde, Juliano Korner. 

Forneck considera que o principal problema do município é atualmente a Linha Harmonia e as movimentações de terra. O executivo aguarda a estabilidade do clima, para dar continuidade as avaliações, entretanto ele já possuem conhecimento que a água infiltrada na terra, se transforma em uma espécie de gosma e faz com o que aconteça os deslizamentos. 

Entretanto, o assunto não é novo, no ano 2000 três pessoas morreram em decorrência dos deslizamentos de terra, por isso atualmente o governo municipal atua com atenção plena. Cerca de 53 moradores foram notificados sobre os riscos que correram em permanecer na área durante o período de fortes chuvas e a importância de procurar um local seguro para abrigo. 

Veja a entrevista na íntegra 

Acompanhe
nossas
redes sociais