“É muito difícil”, avisa Forneck sobre aliança com PSDB

Opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

“É muito difícil”, avisa Forneck sobre aliança com PSDB

Por

Atualizado terça-feira,
06 de Fevereiro de 2024 às 13:49

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Prefeito de Teutônia, Celso Forneck (PDT) concedeu entrevista ao Frente e Verso e esclareceu fatos sobre a ruptura com o PL. O gestor garantiu a manutenção dos Cargos Comissionados ligados ao partido da vice-prefeita Aline Köhl (PL), desde que estejam alinhados com o plano de governo firmado em 2020. E ele praticamente descartou a possibilidade de aliança com o ex-prefeito, Jonatan Brönstrup. De acordo com Forneck, nem ele e tampouco o tucano aceitariam concorrer na condição de vice-prefeito.

“É muito difícil”, resume. Apesar disso, ele enalteceu a boa relação com o ex-aluno e reforçou que não são “inimigos”, mas, sim, “adversários políticos”. Sobre as eventuais dobradinhas, Forneck também não descarta uma “chapa pura” do PDT em outubro. E, entre os pedetistas cotados para concorrer a vice, destaque para o secretário de Saúde, Juliano Körner, o vereador Vitor Krabe, e ainda a secretária de Administração, Franciele Weimer.

Foto: Pedro Rodrigues

Volta ao passado

Em meio às reformas da prefeitura, o prefeito de Lajeado passou a despachar e atender a população nos ambientes da histórica Casa de Cultura. Construído em 1900, o prédio foi a primeira sede oficial do poder público municipal. Ele brincou com o fato em suas redes sociais. “A caneta chega a ficar mais pesada na mão”, escreveu. No local, inclusive, é possível visitar o Museu Bruno Born, que resguarda diversas lembranças da cidade e das próprias administrações municipais.

PA+ em Teutônia

A Clínica de Pronto Atendimento Ambulatorial (o P.A.+) planeja inaugurar no dia 17 de fevereiro a unidade em Teutônia. Instalada no bairro Canabarro, a unidade (foto) será responsável por atendimentos de saúde de baixa e média complexidade, que não ofereçam risco imediato à vida, e ai funcionar nos mesmos moldes das unidades do PA+ de Estrela e Encantado. Ou seja, o principal objetivo é aliviar o fluxo de pacientes nos hospitais e postos de saúde, especialmente por meio do atendimento 24 horas por dia. Os valores mensais do contrato ainda não foram divulgados.

TIRO CURTO

• Vereador do PP de Estrela, Márcio Mallmann desperta a cobiça de diferentes siglas e deve receber forte “assédio” de outros partidos interessados em também enfraquecer o PP.
• Professor, ciclista e escritor, Paulo Sehn está filiado ao União Brasil e tem sido muito lembrado nos bastidores para concorrer a vereador em Estrela.
• Secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Fazenda Vilanova, Marcos Lerner (PDT) tem sido lembrado para ser o candidato a vice na chapa do atual prefeito, Amarildo da Silva (PDT).
• “Encontro entre empresários e BNDES termina sem solução”. Essa foi a preocupante manchete do Grupo A Hora sobre a reunião de ontem, no Rio de Janeiro, e cujo propósito era selar uma solução aos prejuízos causados às grandes empresas do Vale do Taquari pela enchente de setembro. Ou seja, já se passaram cinco meses do fatídico fato e o governo federal ainda não sabe como ajudar.
• E vale lembrar que uma comitiva de prefeitos da região alta está neste momento em Brasília para reivindicar, junto aos mesmos agentes que já desfilaram pelo Vale do Taquari logo após a trágica enchente, recursos para reconstrução de pontes e moradias. Ora, é como se tudo que foi debatido lá atrás não tenha servido para convencer os engravatados da capital federal.

E a Central de Polícia?

A aguardada licitação para a construção da Central de Polícia em Lajeado foi suspensa no dia quatro de janeiro. E, desde então, não há novidades sobre o imperioso processo licitatório. Enquanto isso, os bravos policiais civis e os demais agentes administrativos da corporação seguem atuando no precário prédio localizado na esquina da Rua João Abott com João Batista de Melo, uma área historicamente atingida pelas enchentes do Rio Taquari. Em tempo, o projeto da central prevê investimento de R$ 10,9 milhões em uma área doada pelo município no bairro São Cristóvão.

 

Acompanhe
nossas
redes sociais