“Estão vendendo o associado”, afirma produtor

CRISE NA LANGUIRU

“Estão vendendo o associado”, afirma produtor

Os cooperados Paulo Birck e Henrique Horst detalham a situação de preocupação vivida pela classe em entrevista à Rádio A Hora

Por

Atualizado quarta-feira,
22 de Março de 2023 às 13:12

“Estão vendendo o associado”, afirma produtor
Paulo Birck e Henrique Horst em entrevista à Rádio A Hora (Foto: Rodrigo Gallas)

O programa Frente e Verso, da Rádio A Hora 102.9, desta quarta-feira, 22, recebeu dois associados da Languiru. Eles participaram da manifestação em frente à sede nesta terça-feira, 21, e relatam a preocupação com a situação vivida por todos que confiaram e trabalham para a cooperativa. A falta de transparência para com os associados foi a tônica dos relatos.

LEIA MAIS:

Ao abordar o recente acordo firmado com a empresa francesa Lactalis e a possível venda de frigoríficos, o associado de Estrela, Paulo Birck, afirma estarem vendendo o associado. “A mão de obra das famílias está indo junto em um negócio que a gente não sabe como vai ser.”

Birck é produtor de leite e soube pela imprensa do acordo com a Lactalis. “Era a planta que estava dando lucro. Falaram em R$ 49 milhões no ano passado. Como é que vamos aceitar. Isso deixa a gente muito triste.” Ele diz que não venderá seu leite à multinacional e vai procurar outra cooperativa.

O produtor Henrique Horst, associado há mais de 30 anos, indaga: “Qual será o real impacto? O que é de fato da Languiru? Porque para pegar dinheiro em uma financeira precisa alienar os bens.” A falta de informações preocupa para uma possível liquidação.

Os produtores afirmam que o protesto realizado nesta terça-feira, 21, foi atrasado, porque não sabiam da situação. “Sou conselheiro setorial da área do leite. Nos reunimos a cada 14 dias. E nunca foi falado de qualquer problema, de números”, conta Birck que completa: “É triste passar por tudo isso, porque em novembro estava tudo certo. A Languiru com faturamento histórico. Chegando a R$ 3 bi. Só que dois meses depois estamos liquidando nossas plantas fabris e tudo o que a Languiru construiu em 67 anos.”

Dívidas dos cooperados

Conforme os associados, há produtores que investiram cerca de R$ 3 milhões no ano passado para se adequar às exigências. Outra dívida que os preocupa é quanto a financiamentos feitos pela cooperativa, com utilização do nome de associados.

Birck relata ter assinado financiamento de R$ 20 mil, com a promessa que depois da dívida paga, receberia o montante depositado em sua conta capital. “Hoje a gente percebe que esta conta não fecha”.

Anúncio em Porto Alegre

“Anúncio de fato relevante” traz expectativa de acordo com empresas chinesas. O comunicado será feito em Porto Alegre nesta quarta-feira, 22. Conforme Birck, se a venda das plantas frigoríficas é a única alternativa, precisa ser apresentada na assembleia. “O Conselho não sabe do negócio. Isso é o mais grave. Só o presidente e o vice sabem.”

Assista a entrevista na íntegra

Acompanhe
nossas
redes sociais