Lajeado prevê novas ocupações ao prédio da Acvat

IMÓVEL HISTÓRICO

Lajeado prevê novas ocupações ao prédio da Acvat

Depois de meses de negociação, a assinatura da escritura pública foi feita nessa quarta-feira, 16.

Por

Atualizado sexta-feira,
18 de Novembro de 2022 às 08:39

Lajeado prevê novas ocupações ao prédio da Acvat
Imóvel pode abrigar sede do Legislativo e um posto de saúde. Crédito: Arquivo/A Hora
Lajeado

Prédio que já serviu de palco para muitos bailes na cidade e abriga três esculturas do artista Vasco Prado, a antiga sede da Associação dos Caixeiros Viajantes do Alto Taquari (Acvat) foi oficializada como posse do município de Lajeado. Depois de meses de negociação, a assinatura da escritura pública foi feita nessa quarta-feira, 16.

Em março deste ano, os vereadores de Lajeado autorizaram a compra do imóvel localizado na esquina da Avenida Benjamin Constant com a Rua Júlio May pelo governo municipal.

O acordo prevê o pagamento de R$ 1,45 milhão e o repasse de um terreno na esquina das ruas João Abott e Saldanha Marinho, avaliado em R$ 3,8 milhões, para fechar o valor de R$ 5,2 milhões. No mesmo imóvel, no primeiro andar, funciona um restaurante, que também faz parte da aquisição municipal.

Por ser um prédio de três entradas, nas ruas Borges de Medeiros e Júlio May e na Avenida Benjamin Constant, uma das propostas da prefeitura é instalar um posto de saúde em parte da estrutura

De acordo com o prefeito Marcelo Caumo, a prefeitura também pretende manter o uso do auditório de forma independente. O próximo passo é estudar as possibilidades e criar projetos para iniciar a reforma do imóvel.

Até junho de 2017, o prédio abrigou o escritório da Acvat. Depois disso, o espaço foi locado pela prefeitura. Ainda hoje, a Secretaria do Desenvolvimento funciona no local. Durante os anos, o terreno também manteve o restaurante e o salão social locado para festas até final de 2019. A estrutura pertencia à União Seguradora S.A Vida e Previdência/ Acvat.

Possível parlamento

Outra proposta é que o imóvel possa abrigar a sede da câmara de vereadores. Desde 1998, o Legislativo funciona em um espaço alugado no Genes Work & Shop.

O imóvel da Acvat já foi oferecido à câmara em outras ocasiões, mas as negociações não tiveram avanços. De acordo com o presidente do parlamento, Deoli Gräff, ainda há o interesse da entidade pelo prédio. Agora, com a aquisição do imóvel pelo município, as tratativas devem ser retomadas.

Acompanhe
nossas
redes sociais