Mudanças no Plano Diretor?

opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Mudanças no Plano Diretor?

Por

Vale do Taquari
Tudo na Hora 2 - Lateral vertical - Final vertical

A revisão do Plano Diretor de Lajeado foi um dos principais debates na primeira gestão do governo de Marcelo Caumo. Foram diversas reuniões, audiências, sessões plenárias e discussões acaloradas entre março de 2017 e agosto de 2020. Agora, menos de um ano após a aprovação do novo plano, a Secretaria do Planejamento, Urbanismo e Mobilidade (Seplan) convida a comunidade a participar de uma audiência pública para debater novas alterações sugeridas pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento (CMDU). O encontro virtual ocorre nesta quinta-feira.

São diversas questões em jogo. Entre essas, estacionamento no recuo viário da ERS-421; alteração de Z3 para Z4 em uma região do bairro São Cristóvão; inclusão de um representante do Registro de Imóveis no conselho que trata a política habitacional; inclusão, como área Não Computável, dos terraços, quando descobertos; e liberação de lotes Padrão II somente em Z3, conforme proposta original do Plano Diretor, e alterada por meio de emendas. As mudanças foram sugeridas por empresas, Seavat e Sinduscon, Câmara de Vereadores e a própria Seplan.

“Vem chumbo grosso”

A afirmação de um político de Encantado sobre o novo modelo de pedágios no Vale do Taquari é curiosa. “Vem chumbo grosso”, avisa ele, referindo-se à possível manutenção da praça em solo encantadense. O governo estadual está ciente dessa bronca. Mas sabe que não basta transferir o problema para a comunidade vizinha. A possibilidade de alterar o ponto para uma área localizada a cerca de 10 quilômetros (sentido interior-capital) já causa desconforto entre líderes regionais. Ah, e ao Codevat cabe a missão de tratar o tema de forma regional, pensando no bem de toda a região.

Pontilhão

A administração municipal de Lajeado licitou a obra de reforma do pontilhão de madeira localizado na Estrada Geral de Alto Conventos. O investimento é de R$ 13,3 mil.

E o Ibama?

As obras de duplicação da BR-386 entre Marques de Souza e Lajeado deveriam ter iniciado em 15 de fevereiro. A concessionária não apresenta qualquer previsão. Para iniciar os trabalhos, a empresa CCR Viasul precisa de autorização do Ibama para a supressão de vegetação. E a licença ambiental custa a chegar. Eu escrevi sobre isso no dia 23 de fevereiro. Com um artigo intitulado “A BR 386, a duplicação e o Ibama”, fui taxado de pessimista por alguns ao alertar sobre a ausência de licenças já naquele momento. Pois bem. Lá se vão quatro meses…

Fim do aterro?

O governo de Teutônia finaliza a licitação para contratar uma empresa responsável pelo fechamento da célula 2 do Aterro Sanitário. O serviço prevê cobertura com geomembrana PEAD 2,00mm, argila e compostos orgânicos. O investimento é superior a R$ 300 mil. Paralelo a isso, o Executivo estuda novos modelos para recolhimento e destinação dos resíduos sólidos do município. Extraoficialmente, a informação é de que o aterro sanitário recebia de 18 a 20 toneladas de lixo por dia, e menos de 20% era reciclado.

Violência contra as mulheres

A pedido, e é importante que assim seja, vou divulgar o nome dos municípios que já possuem convênio com a Casa de Passagem do Vale, responsável pelo acolhimento de mulheres vítimas de violência doméstica e que precisam fugir de casa para escapar das agressões. Além de Lajeado, a principal cidade do Vale do Taquari, também realizam repasses financeiros Estrela, Teutônia, Arroio do Meio, Cruzeiro do Sul, Marques de Souza, Coqueiro Baixo, Capitão e Santa Clara do Sul.

Despedida

O prefeito de Estrela, Elmar Schneider (PTB), estava internado com covid-19 na UTI quando o ex-prefeito de Encantado, Adroaldo Conzatti, morreu em um leito do Hospital Bruno Born, em Lajeado. Ontem, durante uma série de reuniões na cidade do saudoso gestor público, Schneider visitou o túmulo de Conzatti para uma simbólica despedida. Ele tem relações com a família. Gilson Conzatti, filho de Adroaldo, foi Chefe de Gabinete do ex-deputado estadual “Schneidinha” entre 1998 e 2002.

Trem dos Vales

Os prefeitos de Guaporé, Dois Lajeados, Vespasiano, Muçum, Colinas, Estrela e Roca Sales (representante) se reuniram ontem para debater sobre o Trem dos Vales. O encontro ocorreu nos ambientes da charmosa Casa Brandão, em Muçum, e contou com a presença do Coordenador do Trem dos Vales, Rafael Fontana, e do presidente da Amturvales, Leandro Arenhart. Na semana que vem serão lançados detalhes dos passeios comemorativos. Aguardemos!