Por ora, sem mudanças!

opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Por ora, sem mudanças!

Por

Vale do Taquari

Como estava previsto, e por ora, o prefeito reeleito de Lajeado não deve mudar no quadro de secretários. Ao menos nessas primeiras semanas ou meses do novo mandato, os nomes serão os mesmos nas 11 secretarias municipais. Marcelo Caumo (PP) é prudente. Sabe que neste momento é preciso pisar em ovos, afinal o tempo entre o pleito que o reelegeu e o efetivo início do segundo mandato é escasso para digerir as mais diversas pressões e pedidos internos. O chefe do Executivo da principal cidade do Vale do Taquari sabe da importância de sua função e, desde já, busca agir com cautela e discrição. Parece-me, em um primeiro momento, uma estratégia acertada!


A despedida de “Lelo”

O fim da tarde de segunda-feira vai ficar na história da pequena e simpática cidade de Imigrante. Em parceria com a Caixa Econômica Federal, o governo municipal de Celso Kaplan (PP), o “Lelo”, entregou o empreendimento “Residencial 10 de Abril” para famílias que se enquadram nos critérios do programa Minha Casa Minha Vida. O ato de entrega das 50 chaves e escrituras das residências aos contemplados reuniu e emocionou líderes políticos regionais e nacionais, como a Secretária Extraordinária de Relações Federativas Internacionais, Ana Amélia Lemos, e prefeitos da região.

 


A despedida de “Lelo” II

Estavam presentes os prefeitos Marcelo Caumo (PP), de Lajeado; Lairton Hauschild (PSDB), de Cruzeiro do Sul; e Sandro Hermann (PP), de Colinas. Já entre os futuros prefeitos, Lelo atraiu a presença do seu futuro chefe, o prefeito eleito de Estrela, Elmar Schneider (PTB); de Danilo Bruxel (PP), de Arroio do Meio; Amarildo da Silva (PDT), de Fazenda Vilanova; e de Fábio Mertz (PP), prefeito eleito de em Marques de Souza. Lelo, que agora será Secretário de Saúde em Estrela, se despede também da Amvat. Mas mantém um olho na Assembleia. E outro no Congresso.


Secretariado em Encantado

O prefeito reeleito Adroaldo Conzatti (PSDB) parece não ter pressa para anunciar o novo secretariado. Entre as certezas, apenas a saída da Secretária de Educação, Greicy Weschenfelder, e a manutenção da Secretária Geral de Governo, Joanete Cardoso Masiero. Hoje, ainda atuam na assessoria do gestor os secretários de Gestão Financeira, Marciano Konrad; de Agricultura e Desenvolvimento Rural, Waldemar Dullius; de Saúde, Meio Ambiente e Assistência Social, Clarissa da Rosa Pretto Scatolla; e de Obras Públicas, Deise Buffon. Além dessas, Conzatti também pretende insistir na criação de uma Secretaria de Inovação e Tecnologia. Essa, por sinal, uma decisão acertada. E o nome escolhido para assumir essa nova função é o próprio vice-prefeito eleito, Jonas Calvi (foto).


Hidro-Rodo-Aero-Ferroviário

Nessa terça-feira, o prefeito eleito de Estrela, Elmar Schneider (PTB), juntamente com o vice-prefeito eleito, João Schafer, e ainda o futuro Secretário de Desenvolvimento, Inovação e Sustentabilidade, Verno Arend, almoçaram com o presidente da CIC-Vale do Taquari, Ivandro da Rosa, e os diretores da entidade, Rafael Fontana e Nilton Scapini. O encontro ocorreu no Estrela Palace Hotel e teve como pauta principal o “polo logístico” da cidade. Na ocasião, o futuro gestor reforçou a intenção de reativar o agora municipalizado porto fluvial. Um novo encontro ocorre nos primeiros dias de 2021.


Verbas partidárias

Ao fim do pleito, as prestações de contas denotam as estratégias de campanha. Em Arroio do Meio, por exemplo, o atual prefeito Klaus Werner Schnack (MDB) recebeu R$ 61 mil do Diretório Municipal do MDB, e mais R$ 3 mil do Diretório Municipal do PT. São valores arrecadados entre os correligionários locais. Isso representou 64% das receitas da coligação. Já o seu adversário, o prefeito eleito Danilo Bruxel, utilizou apenas R$ 5 mil oriundos efetivamente do Diretório Municipal do PP. O montante representou 7,5% do total arrecadado para a campanha.


Futuros presidentes

A Associação dos Municípios do Vale do Taquari (AMVAT) deverá ser presidida pelo prefeito reeleito de Santa Clara do Sul, Paulo Kohlrausch (MDB). A decisão ocorre nas próximas semanas. Enquanto isso, a Câmara de Indústria e Comércio do Vale do Taquari (CIC/VT) só muda a presidência em 2022. Mas as sondagens já iniciaram e, entre os nomes ventilados para suceder o atual presidente Ivandro da Rosa, os representantes da Região Alta Gilberto Piccinini e Rafael Fontana. A decisão será da ACIE.