O dom da cooperação

Opinião

Edson Brum

Edson Brum

Único deputado estadual do Vale do Taquari

Assuntos do cotidiano e política

O dom da cooperação

Por

Estado
Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

No mês em que celebramos o cooperativismo, quero reiterar a força do setor, em especial neste momento delicado que vivemos. Quando as pessoas se unem, é muito mais fácil enfrentar os problemas e superar as dificuldades.

Neste sentido, e como membro titular da Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo da Assembleia Legislativa, acredito que o conceito do cooperativismo tem muito o que nos ensinar e ajudar no enfrentamento à pandemia e à crise econômica. Principalmente, se levarmos em conta o know-how do nosso Vale do Taquari.

Criado na Inglaterra em 1844, em meio à Revolução Industrial, este é um modelo econômico-social que gera e distribui riqueza de forma proporcional ao trabalho de cada associado. Em 1902, o padre jesuíta Theodor Amstad instalou em comunidades rurais as primeiras cooperativas de crédito e agrícolas no Rio Grande do Sul.

Hoje, 176 anos depois, os números mostram que o modelo se consolidou no Estado. São 444 cooperativas, que contam com 2,97 milhões de associados e geram um total de 64,6 mil empregados, de acordo com dados do Sistema Ocergs-Sescoop/RS.

Mas é o Vale do Taquari que demonstra ter um verdadeiro potencial. A região é considerada âncora do cooperativismo no Brasil por ter o maior número de associados a cooperativas na América Latina. São 17 cooperativas que empregam 7.468 pessoas e possuem 401.295 associados.

Os números mostram a força da colaboração: no Vale estão concentrados 11,5% do total de empregados e 13,5% dos associados do sistema. Além disso, a média de empregados por cooperativa na região é de 444, enquanto no Estado esse número é de 145.

Essa tradição de cooperar está presente nas mais de 80% das famílias da região que são sócias, muitas delas simultâneas, de diferentes setores, como energia, saúde, crédito. Foi essa realidade que fez surgir Languiru, Certel, Dália Alimentos, Cosuel, Rede de Transportes, Unicred VTRP, Unimed VTRP, Uniodonto VTRP e Valelog, entre outras.

Um universo que ajuda a construir, diariamente, um mundo melhor por meio da união, do trabalho, da geração de riquezas e do desenvolvimento das comunidades. Muitas vezes, inclusive, o cooperativismo está inserido onde as empresas privadas e o Estado não chegam.

É esse dom de cooperar de nosso Vale que precisa ser evidenciado. Entidades, associações, empresários, trabalhadores, servidores públicos, sindicalistas, estudantes, representantes do Poder Público e da sociedade, todos precisam se ajudar neste momento. Juntos somos mais fortes