Grupo de Suporte Emocional iniciará encontros para envolvidos na enchente

ESTRELA

Grupo de Suporte Emocional iniciará encontros para envolvidos na enchente

Iniciativa do Centro de Atenção Psicossocial de Estrela (Caps) visa oferecer apoio para afetados direta e indiretamente pela tragédia, assim como profissionais, voluntários envolvidos e outros

Por

Grupo de Suporte Emocional iniciará encontros para envolvidos na enchente
Profissionais, voluntários e outros cidadãos que se viram envolvidos com a enchentes e o pós-desastre também estão convidados. Foto: Giovani Souza
Estrela
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Em mais uma resposta às devastadoras enchentes que recentemente atingiram a cidade de Estrela e diversas regiões do Estado do Rio Grande do Sul, foi lançado no município o “Grupo de Suporte Emocional”. A iniciativa, idealizada pelo Centro de Atenção Psicossocial de Estrela (Caps), terá como objetivo fornecer apoio psicológico e emocional para todos aqueles que foram vítimas das enchentes, além de auxiliar os profissionais e voluntários envolvidos no socorro ou amparo às vítimas e quaisquer outras pessoas que se sintam impactadas pelos eventos climáticos. O primeiro encontro está agendado para segunda-feira, 10, à tarde, na sede da Amvat (Rua Pinheiro Machado, 319 – Centro – Estrela/RS). A participação é franca.

O “Grupo de Suporte Emocional” espera oferecer um espaço seguro e acolhedor para que os participantes possam compartilhar suas experiências e emoções, em bate-papos conduzidos por profissionais qualificados em saúde mental, preparados para oferecer suporte emocional e técnicas de enfrentamento para lidar com o estresse e o trauma.

“Os encontros são abertos, e podem participar não apenas às vítimas diretas das enchentes, mas também os profissionais, voluntários e qualquer pessoa que, que de uma forma ou outra tenha sido afetada pela tragédia, mesmo que não diretamente, mas que sinta a necessidade de um amparo, de uma conversa ou mesmo orientação”, explica Débora Martins, enfermeira responsável técnica do Caps.

“Queremos proporcionar um espaço de escuta para as pessoas encontrarem apoio emocional pessoal e profissional através de nossa equipe”, explica ela. “O impacto psicológico de eventos traumáticos, como as enchentes que devastaram o Rio Grande do Sul, pode ser profundo e duradouro. Muitas pessoas enfrentam sentimento de perda, ansiedade e depressão e, um momento onde é possível falar sobre essas experiências e receber apoio profissional pode ser crucial para a recuperação emocional”, pontua.

Onde e quando?

Os encontros do grupo começarão no dia 10 de junho e ocorrerão todas as segundas-feiras, das 13h30min às 15h, por tempo indeterminado. A participação é franca, aberta a pessoas de todas as idades e interessados em participar podem comparecer nas respectivas datas. Mais informações podem ser obtidas diretamente no Caps (Rua 13 de maio, nº 378) ou pela Whats do centro (51-99631-8687).

Acompanhe
nossas
redes sociais