Cinco movimentos paralelos buscam reconectar o Vale do Taquari

reconstrução

Cinco movimentos paralelos buscam reconectar o Vale do Taquari

Projetos visam reconstruir pontes sobre o Rio Forqueta para facilitar a mobilidade e restabelecer o desenvolvimento dos municípios

Por

Atualizado sábado,
25 de Maio de 2024 às 18:19

Cinco movimentos paralelos buscam reconectar o Vale do Taquari
Obras devem iniciar na tarde deste sábado. (Foto: Felipe Neitzke)

O Vale do Taquari está com uma série de iniciativas simultâneas para reconectar as regiões alta e baixa, após a destruição das pontes e principais acessos dos municípios. Os cinco projetos, que envolvem poder público e privado, estão focados nas obras de mobilidade sobre o Rio Forqueta, que passa pelos municípios de Arroio do Meio, Lajeado, Marques de Souza e Travesseiro. Conheça as iniciativas.

Ponte de Ferro

Uma das iniciativas em destaque é liderada por Roberto Lucchese, da Construtora Lyall. O projeto visa a reconstrução da tradicional ponte de ferro, entre Lajeado e Arroio do Meio, com estrutura semelhante à original. Ou seja, ela será destinada exclusivamente à passagem de veículos leves, como carros e motos. A obra deve iniciar em breve e tem prazo de conclusão em 30 dias.

Movimento Juntos pela Ponte

O movimento “Juntos pela Ponte” trabalha na construção de uma nova estrutura no local da antiga Ponte de Ferro, que permitirá o tráfego simultâneo em ambos os sentidos dos municípios. Isso porque ela terá duas pistas para circulação, inclusive, de veículos pesados. A obra está avaliada em R$10 milhões.

Até o momento, cerca de R$ 1,3 milhão foram arrecadados por meio de doações empresarias, enquanto que R$ 6,7 milhões estão garantidos por parte do Governo Federal. Outros R$ 2,5 milhões serão provenientes de emendas parlamentares, totalizando o valor necessário para financiar a obra.

A iniciativa é uma organização da sociedade civil, que conta com a participação dos prefeitos municipais de Lajeado e Arroio do Meio e apoio do Rotary Club Lajeado Engenho e Rotary Club Arroio do Meio.

Foto: Felipe Neitzke

EGR projeta entregar ponte da ERS-130

Outra iniciativa é a construção da ponte da ERS-130 por parte da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), que pretende entregá-la em seis meses. O investimento projetado é de R$ 14 milhões. O edital de licitação deve ser aberto na próxima segunda-feira, 27, para conhecer a empresa responsável pela construção do acesso.

Ponte Provisória do Exército

Além das reconstruções permanentes, os municípios de Lajeado e Arroio do Meio estão em negociação com o Exército Brasileiro para a instalação de uma ponte provisória, também sobre o Rio Forqueta.

Em Lajeado, a ponte deve sair na sequência da rua Romeu Júlio Scherer, enquanto que em Arroio do Meio, ela fará conexão com as imediações do camping do Umbu. As obras das ruas que vão levar ao local da travessia já começaram.

Conexão entre Marques de Souza e Travesseiro

Ponte entre Marques de Souza e Travesseiro foi levada pela força das águas (Foto: Felipe Neitzke)

Outro projeto importante para o Vale é a construção da ponte entre Marques de Souza e Travesseiro, que também receberá apoio do Governo Federal. O plano de trabalho foi elaborado em conjunto pelos dois municípios , que aguardam aprovação para dar sequência ao projeto.

Prefeito de Marques de Souza, Fábio Mertz, acredita que o governo deve garantir um aporte de R$ 4,1 milhões para a obra. “Por se tratar de um projeto muito grande, na próxima semana ele deve ser concluído e repassado. Em cima disso, buscaremos o valor real da obra”, explica.

De acordo com o prefeito de Travesseiro, Gilmar Southier, a comunidade aguarda ansiosa pela aprovação do projeto. “Está tudo andando, a documentação está em dia, mas enquanto não derem o sinal, não temos como programar nada”.

Acompanhe
nossas
redes sociais