Vereadores cobram investimentos para a Defesa Civil em Lajeado

LEGISLATIVO

Vereadores cobram investimentos para a Defesa Civil em Lajeado

Ginásios com estrutura para abrigar flagelados, embarcações de grande porte e conhecimento técnico foram algumas das demandas elencadas na sessão desta terça-feira, 14

Por

Atualizado quarta-feira,
15 de Maio de 2024 às 06:11

Vereadores cobram investimentos para a Defesa Civil em Lajeado
Repercussão das recentes cheias do RIo Taquari concentraram manifestações na câmara (Foto: Henrique Pedersini)
Lajeado

Em meio aos elogios e agradecimentos aos voluntários e lamentações pelas mortes e prejuízos financeiros, a estrutura da defesa civil de Lajeado pautou as manifestações de vários vereadores na sessão desta terça-feira, 14. Entre os relatos, pedidos por locais adequados para abrigar as pessoas que saem de casa durante as catástrofes, equipamentos para os profissionais que atuam na linha de frente do serviço de prevenção e resgate foram alguns dos apontamentos feitos pelos integrantes do Legislativo.

Jones Vavá (MDB), Marquinhos Scheffer (MDB) e Carlos Eduardo Ranzi (MDB) cobraram investimentos pelo governo municipal. “A única emenda que fizemos ao orçamento para 2024 foi a destinação de R$ 550 mil para a defesa civil. A pergunta é quantos barcos a mais temos agora do que em setembro?”, diz Ranzi.

Vavá sugeriu a destinação de valores do município para construção da ponte entre Lajeado e Arroio do Meio. “Com todo respeito, mas não podemos depender do Badin para ter esta estrutura”.

Scheffer criticou o aumento de preços de mercadorias em estabelecimentos da cidade durante o período mais delicado da enchente. “Preços absurdos e exigindo que se pague em dinheiro, hoje todo mundo usa cartão. Vi gente que deixou carrinho cheio em mercado e foi embora”.

Fabiano Bergmann (PP) analisa que nas construções de ginásios, é preciso considerar não apenas as necessidades para prática esportiva ou eventos. “Um lugar ou dois que tenham capacidade par dar o atendimento adequado, receber e distribuir as doações, acolher este público”.

Heitor Hoppe (PP) avalia o assunto como importante, mas pede que o debate seja feito em outro momento. “A hora é de dar carinho inclusive para as autoridades. Não é momento de apontar erros”.

Olhar para as empresas
Deolí Gräff (PP) elogiou o trabalho humanitário feito por voluntários e poder público, contudo pediu atenção para as empresas afetadas pela enchente. “Hoje foco é para os flagelados, mas as pessoas precisam ter o seu trabalho para se sustentar”.

O presidente Lorival Silveira (PP) reforçou a integração entre o Legislativo e o Executivo para superar o atual cenário. “Temos que estar todos juntos, sem olhar partido”.

Isidoro Fornari Neto (PP) solicitou que o governo retire o valor do ISSQN em todos os processos da nova ponte entre Arroio do Meio e Lajeado a ser construída. “É pouco, mas quanto mais pudermos baratear, melhor”.

Os dois projetos aprovados na sessão desta terça-feira permitem a contratação de dois monitores de creche para atender demanda das escolas municipais de Lajeado. A próxima sessão será na terça-feira, 21, a partir das 17h.

Acompanhe
nossas
redes sociais