“Momentos assim tem que saber balancear, emoção e a razão”

BOM RETIRO DO SUL

“Momentos assim tem que saber balancear, emoção e a razão”

Everton Joceli da Silva, o “Dadá” é um dos voluntários que estão ajudando na limpeza das cidades no Vale do Taquari

Por

“Momentos assim tem que saber balancear, emoção e a razão”
Ao lado de amigos, Dadá auxiliou diversas comunidades em Bom Retiro do Sul e Venâncio Aires Foto: arquivo pessoal
Bom Retiro do Sul

O motorista Everton Joceli da Silva, o “Dadá” está entre os muitos voluntários que têm se dedicado incansavelmente à recuperação das áreas afetadas pela cheia do Rio Taquari.

Ao lado dos amigos do futebol e de um piquete, ambos de Bom Retiro do Sul, colaborou na preparação e distribuição de 200 marmitas diárias até a limpeza de áreas atingidas pelas enchentes. “Trabalhamos cerca de 7 horas por dia, ajudamos, cantamos, oramos, as pessoas estão com o psicológico abalado”, acrescentou.

Dadá também mencionou a participação em ajudar amigos e vizinhos a limpar as casas e até mesmo a recuperação de uma escola no Bairro Goiabeira, ao lado da sede do clube Aecosajo. Ele descreve o trabalho árduo realizado em Mariante, principalmente na casa de um amigo que possui um projeto de futebol com crianças. Para a família, conseguiu um gerador onde puderam ter energia para terminar de limpar a residência.

Ele comenta que além dos amigos teve ajuda dos gestores da empresa onde trabalha, que emprestaram o carro para levar produtos de higiene e limpeza mais alguns paletes de madeira para tirar os móveis e eletrodomésticos do barro.

Além dos amigos, Dadá contou com os gestores da empresa onde trabalha na cedência do veículo e outros materiais Foto: arquivo pessoal

Para Dadá, ajudar os outros é uma fonte de força e satisfação. “Ajudar as pessoas me alimenta, me sinto forte, saio com o dever cumprido”, expressou ele. Mesmo não sendo diretamente afetado pelas enchentes, Dadá e sua família se comprometeram a continuar auxiliando as comunidades necessitadas.

Sobre como encontrar forças para continuar trabalhando mesmo diante das adversidades, Dadá enfatiza a abordagem de equilibrar emoção e razão. “Momentos assim tu tem que saber balancear, emoção e a razão. Se você botar só a emoção, você não tem força para trabalhar, porém só a razão não adianta, então tem que balancear as coisas.”

Acompanhe
nossas
redes sociais