Estado antecipa pagamento da bolsa-auxílio de programa

"Todo Jovem na Escola "

Estado antecipa pagamento da bolsa-auxílio de programa

Ao todo, serão contemplados 83.018 alunos, em um repasse de R$ 12,9 milhões. O recurso é destinado a estudantes em situação de vulnerabilidade social

Por

Estado antecipa pagamento da bolsa-auxílio de programa
Foto: lustrativa
Estado

Devido à situação de calamidade pública enfrentada pelo Rio Grande do Sul em decorrência das enchentes, o pagamento da bolsa-auxílio do Programa Todo Jovem na Escola será adiantado para sexta-feira, 10. Ao todo, serão contemplados 83.018 alunos, em um repasse de R$ 12,9 milhões.

A antecipação do valor mensal tem como objetivo auxiliar os alunos e famílias em um momento de extrema dificuldade decorrentes das inundações e alagamentos do maior desastre meteorológico da história do Estado.

O recurso é destinado a estudantes em situação de vulnerabilidade social, sendo que os valores são de R$ 150 para alunos do Ensino Médio Regular e R$ 225 para alunos que estudam em tempo integral e no Ensino Técnico Integrado.

O benefício está assegurado por meio do Cartão Cidadão, emitido pelo Banrisul em nome do próprio estudante. A situação do cartão pode ser consultada no site da Seduc.

A iniciativa é organizada pelo Gabinete de Projetos Especiais (GPE), coordenado pelo vice-governador Gabriel Souza e pelo Centro de Educação Baseada em Evidências (Cebe) da Secretaria da Educação (Seduc).

Lançado em 2021 para combater a evasão escolar durante a pandemia, o programa foi reformulado em 2023 e busca incentivar a permanência e a conclusão do Ensino Médio. Nos últimos três anos,  foram investidos R$ 279,4 milhões na ação, e cerca de 175 mil estudantes já foram beneficiados pelo Todo Jovem na Escola.

Além da bolsa mensal, o programa prevê a concessão de quatro incentivos: bolsa permanência, auxílio material escolar, poupança aprovação e prêmio engajamento. Os auxílios abrangem alunos regularmente matriculados que tiverem frequência escolar mínima de pelo menos 75% do total de horas por mês e que estejam em situação de vulnerabilidade socioeconômica, pertencentes a famílias cadastradas no CadÚnico, com renda per capita de até R$ 660 mensais.

Todos os valores depositados pelo programa podem ser movimentados utilizando o Cartão Cidadão Todo Jovem na Escola.

Acompanhe
nossas
redes sociais