Muçum terá sistema internacional de alerta para desastres naturais

CHEIA DO TAQUARI

Muçum terá sistema internacional de alerta para desastres naturais

Município, um dos mais atingidos pela enchente histórica de setembro passado, será um dos pioneiros a usar a tecnologia no RS

Por

Atualizado quarta-feira,
24 de Abril de 2024 às 11:27

Muçum terá sistema internacional de alerta para desastres naturais
Foto: divulgação
Muçum
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Muçum receberá um sistema internacional de alerta para desastres naturais. Chamado de Sell Broadcast, é  investimento do governo federal. O projeto será implementado em 11 municípios do país. A ferramenta visa melhorar a comunicação em situações extremas por meio do sinal de telefonia.

O município, um dos mais atingidos pela enchente histórica de setembro passado, será um dos pioneiros a usar a tecnologia no RS. Para discutir a implementação, ocorreu na terça-feira, 23, uma reunião no gabinete do prefeito Mateus Trojan. O encontro contou com o coordenador de Proteção e Defesa Civil da 8ª região, Coronel Claiton Fernando Marmitt, o coordenador municipal da Defesa Civil, Rodolfo Pavi, a Secretária de Saúde, Assistência Social e Meio Ambiente, Grasiela Devitte Fontana, e a coordenadora do Cras, Bruna Schneider Hennika, além do prefeito Mateus Trojan.

Durante a reunião, o prefeito ressaltou a importância de avançar nas propostas e compromissos da Defesa Civil Estadual e do governo do Estado, pedindo celeridade em questões de competência estadual. “A implantação do Sell Broadcast é fundamental para a atuação em desastres. Vai colaborar no processo de comunicação, que é muito afetado e importante durante um fenômeno adverso, como as enchentes. É uma conquista tratada em parceria do governo federal. Mas temos ainda o que avançar e precisamos de celeridade e assertividade para não passarmos novamente por tudo que vivemos nos meses de setembro e novembro de 2023”, diz Trojan.

Ainda, durante a reunião, o prefeito e o coordenador municipal da Defesa Civil aproveitaram para reforçar a necessidade da entrega de kits aos municípios, contendo veículos e equipamentos por parte do Estado, otimizando a eficiência das ações em futuras emergências. “Estamos trabalhando muito nas nossas responsabilidades, mas as pautas que são de nível estadual, precisamos que haja o mesmo senso de celeridade”, comenta Pavi.

Acompanhe
nossas
redes sociais