Construção de quadras esportivas em praça cria divergências no Centenário

LAJEADO

Construção de quadras esportivas em praça cria divergências no Centenário

Associação de Moradores alega que município não executa projeto da forma como havia sido definida em reunião. Proposta prevê um campo com grama sintética e também espaços para a prática de vôlei

Por

Atualizado quarta-feira,
15 de Abril de 2024 às 10:09

Construção de quadras esportivas em praça cria divergências no Centenário
Trabalhos iniciaram em março, mas obra não agradou moradores. (Foto: Divulgação)
Lajeado

A reforma de uma área de lazer para a prática esportiva no bairro Centenário gera dúvidas e descontentamento em moradores. No centro da polêmica, estão o material utilizado para a obra na área situada às margens da rua Cecília Meireles e também a falta de espaço para a promoção de eventos comunitários.

Máquinas começaram a trabalhar no local há cerca de três semanas. Segundo a presidente da Associação de Moradores do Bairro Centenário, Raquel da Rosa, a execução, até o momento, está em desacordo ao que havia sido tratado com o governo municipal, em reuniões ocorridas nos últimos meses.

Um dos pontos de maior preocupação é a colocação de cordões de concreto cercando as quadras. Raquel lembra que havia solicitado a utilização de grades. “Comentaram que sairia caro e então colocariam aquelas telas de rede e nós concordamos. Mas, quando começaram, vimos que seria com esses cordões. Não tem como jogar futebol ou vôlei assim”, frisa.

Segundo Raquel, este mesmo material causou um acidente em outra pracinha nas proximidades do bairro. “Um menino quebrou o dedo no domingo em outro campo e solicitamos para que tirassem e não colocassem nesta obra nova”.

Esportes diversos

A reformulação da praça faz parte de uma proposta do Executivo de ampliar a prática esportiva nos bairros, sem a necessidade de deslocamento para locais como o Parque dos Dick. Raquel lembra que a comunidade esperava há anos por investimentos nesta área, mas a expectativa deu lugar a frustração.

O espaço, assim que concluído, prevê quadras de areia para prática de vôlei e também um campo sintético para futebol 7, modelo semelhante ao executado em outros bairros. No entanto, uma das críticas é que este campo “invade” a pista de caminhada e um espaço que era usado para eventos.

“Nosso descontentamento ocorre porque não seguiram nosso projeto. Está sendo feito ao contrário do que combinamos. Só queremos que façam da forma que havia sido alinhado. As pessoas que sentam ali para tomar chimarrão e confraternizar vão ficar aonde?”, lamenta. Raquel comenta que a entidade projeta um evento alusivo ao Dia das Mães no local. “Mas acho que vamos cancelar”.

Conversa

As tratativas para a construção das quadras e instalação do campo sintético ocorreram ainda durante o período em que Fabiano Bergmann era secretário municipal de Obras e Serviços Urbanos.

Hoje, quem responde pela pasta é Günther Meyer. Procurado pela reportagem, ele afirma que pretende se reunir com a Associação de Moradores na próxima semana para verificação do andamento dos trabalhos.

Acompanhe
nossas
redes sociais