Condições da ERS-419 desafiam motoristas

POÇO DAS ANTAS

Condições da ERS-419 desafiam motoristas

Trecho de dez quilômetros entre Teutônia e Poço das Antas está com desníveis e buracos

Por

Condições da ERS-419 desafiam motoristas
Em um trecho de dez quilômetros, motoristas tem que desviar de ondulações e buracos na pista em diversos pontos. Crédito: Ezequiel Neitzke
Poço das Antas

A principal ligação de Poço das Antas com a Rota do Sol, a ERS-419 está em péssimas condições. O trecho de pouco mais de dez quilômetros entre a Associação de Funcionários da Languiru, em Teutônia, até o Bairro Centro carece de reparos. A reportagem esteve no local e contabilizou diversos buracos e ondulações na pista principalmente no trecho que passa no Bairro Boa Vista, em Teutônia, e nas proximidades do antigo frigorífico de suínos da Languiru.

Motorista de uma empresa de materiais de construção, de Teutônia, Joelson Oliveira de Moura transita diariamente pela rodovia. Ele cita que em alguns pontos tem que desviar para pista contrária para não danificar o veículo e a carga. “O trecho não permite andar em uma velocidade superior a 50 km/h. Caso o contrário, a chance de se acidentar é grande”, comenta.

A partir de junho, o fluxo de veículos deve aumentar quando o frigorífico de suínos voltar com os abates, o que traz preocupação para a Administração Municipal. Segundo a prefeita Vânia Brackmann, a condição da rodovia é alarmante. “Está sem condições para passagem dos caminhões que transportarão os suínos para a JBS.”

Ela ressalta os esforços para buscar recursos junto ao estado para a recuperação dessa rodovia, vital para a logística do frigorífico e para o município, mas até o momento, apenas promessas foram feitas pelo governo. Segundo ela, a cidade aguarda a liberação de recursos estaduais, anunciados ainda em 2022, para efetuar a obra.

Projeto de lei encaminha municipalização

Na sessão dessa segunda-feira, foi aprovado o projeto de lei que autoriza o Executivo a municipalizar parte da rodovia ERS-419, trecho entre o entroncamento da Rua Nicolau Ludwig até o limite com Teutônia, em um total de 1.090 metros de extensão.
A proposta autoriza Poço das Antas a firmar convênio com o Estado do Rio Grande do Sul, por meio do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) para viabilizar a municipalização e a realização de obras. A iniciativa é importante para a cidade, pois facilitaria e agilizaria a manutenção da via.

Trancistrus

Um grupo de nove prefeitos da região pretende obter recursos para custear melhoria de cerca de 36 km da Rodovia Transcitrus, no Vale do Caí. “Fomos a Brasília e recebemos a promessa de R$ 11,4 milhões. No primeiro repasse de R$ 6 milhões, esse valor foi dividido entre os nove municípios, sendo que Brochier recebeu uma parcela maior, cerca de R$ 2 milhões, devido à demanda. No entanto, as obras ainda não começaram em Brochier”.

A previsão é que essas obras sejam iniciadas em 2025. “Para concluir a primeira etapa, serão necessários pelo menos R$ 10 milhões, recursos provenientes do governo federal. A preocupação da prefeita Vânia é com a segunda etapa, que vai de Poço das Antas até Salvador do Sul.

Acompanhe
nossas
redes sociais