“Só não trabalha em Encantado quem não quer”, diz prefeito

ENTREVISTA | FRENTE E VERSO

“Só não trabalha em Encantado quem não quer”, diz prefeito

Jonas Calvi falou sobre os planos do governo para os avanços da cidade. Segundo ele, há empresas interessadas em se estabelecer na região, porém esbarram na carência de mão de obra, mesmo para funções não especializadas

Por

Atualizado quinta-feira,
21 de Março de 2024 às 12:55

“Só não trabalha em Encantado quem não quer”, diz prefeito
Jonas Calvi, prefeito de Encantado (Foto: Rodrigo Gallas)
Encantado
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Ainda que o município tenha sofrido com as enchentes, Encantado vive um momento pleno, segundo o prefeito Jonas Calvi. “Nós enquanto comunidade, percebemos que só iremos retroceder, se nós quisermos.” O chefe do Executivo destaca que hoje, só não trabalha em Encantado quem não quer.

Neste sentido, destaca um cenário de oportunidades em expansão. Segundo ele, há empresas interessadas em se estabelecer na região, porém esbarram na carência de mão de obra, mesmo para funções não especializadas. Esta escassez, ressalta Calvi, abrange diversas áreas profissionais, dificultando o processo de contratação.

O assunto foi destaque durante o Frente e Verso, da Rádio A Hora 102.9, desta quinta-feira, 29. No programa, Calvi prestou homenagem ao vereador Joel Bottoni, falecido recentemente, reconhecendo seu papel fundamental no desenvolvimento da comunidade de Palmas.

Além disso, abordou questões sobre a gestão de espaços públicos, como a concessão da Lagoa da Garibaldi, evidenciando a preocupação em direcionar os recursos municipais para demandas prioritárias. “A transferência da gestão desses espaços para a iniciativa privada visa melhorias na infraestrutura e nos serviços, sempre com o benefício da população em mente”, explica o prefeito.

Calvi também rebateu críticas direcionadas às obras do Cristo Protetor, salientando os avanços infraestruturais gerados pela atração turística. “Graças a esse movimento, podemos investir em saúde e infraestrutura em diversas áreas da cidade”, afirma.

No âmbito da administração municipal, a saúde e a educação são prioridades, com a construção de uma nova unidade básica, uma creche e o lançamento de um centro de tecnologia e informação. Na agricultura, há planejamento de investimentos significativos para impulsionar o setor.

“Estamos trabalhando para garantir um equilíbrio financeiro que nos permita enfrentar crises em diferentes setores”, conclui o prefeito, destacando a importância da diversificação dos serviços municipais para garantir a resiliência econômica de Encantado.

Assista a entrevista na íntegra

Acompanhe
nossas
redes sociais